Testamos! Veja qual é o melhor smartphone top de linha de 2015

Mais rápidos, mais potentes, mais estilosos e também os mais desejados. O Laboratório Digital deste mês comparou os melhores smartphones disponíveis no mercado brasileiro. As principais marcas aceitaram o convite do Olhar Digital: a acirrada batalha foi entre os smartphones top de linha da Apple, LG, Motorola, Nokia, Samsung e Sony.

Mais uma vez, por se tratar de dispositivos top de linha, todos os modelos surpreenderam e se destacaram por suas peculiaridades. A qualidade, velocidade e performance impressionam – detalhe é que à medida que novos smartphones são lançados no mercado, mais difícil fica essa disputa. Nesta competição de altíssimo nível, o que decide o campeão são os detalhes. Vamos às provas… colocamos lado a lado o iPhone 6, da Apple; o G Flex 2, da LG; o Moto Maxx, da Motorola; o Lumia 930, da Nokia Microsoft; o novíssimo Galaxy S6 Edge, da Samsung; e o Xperia Z3, da Sony.

DESIGN

Neste quesito, sempre vence aquele que mais combina com seu estilo. Todos os aparelhos trazem acabamento fino e de alta qualidade. As diferenças são pequenas; o mais leve da categoria é o iPhone 6, com apenas 129 gramas; com apenas três gramas a mais (quase nada), o S6 Edge tem 132 gramas. Com 152 gramas, G Flex 2 e Xperia Z3 têm exatamente o mesmo peso. Os mais pesados da categoria – que na verdade só são mesmo “pesados” quando comparados aos seus concorrentes, são o Lumia 930, com 167 gramas, e o Moto Maxx, com 176 gramas (ainda assim, menos de 50 gramas a mais que o iPhone 6). 

Talvez a espessura faça mais sentido nessa comparação; principalmente para quem carrega o aparelho no bolso. o iPhone e o Galaxy S6 Edge surpreendem com 6,9 e 7 milímetros respectivamente – os mais finos da categoria. Em seguida, o Xperia Z3, acompanha bem de perto, com apenas 7,3 milímetros. O Moto Maxx é o quarto, já com 8,5 milímetros de espessura. O G Flex 2 tem sua peculiaridade de ser o único smartphone curvo da categoria; ainda assim, na parte mais fina ele tem 7,1 milímetros e 9,4 milímetros na mais espessa. Mais uma vez, na “delicadeza”, fica no final da fila Lumia 930, com 9,8 milímetros de espessura – o mais grosso.

Todos os aparelhos usam materiais de primeira; o acabamento do S6 Edge todo em vidro dá um ar de superioridade, já o nylon balístico do Moto Maxx aparenta resistência. O diferente da turma é o G Flex 2 com sua tela curva. A ergonomia do aparelho é bem interessante e ele fica confortável no bolso e também na hora de usar – mas esta é uma aposta somente da LG. Sua rival coreana, com o Galaxy S6 Edge, arredondou as bordas do aparelho – nós gostamos muito do resultado, às vezes dá a impressão de uma tela sem fim muito interessante. Aqui, Lumia 930 e Xperia Z3 ficam empatados na lanterna; o Moto Maxx vem em seguida com sua robustez; em terceiro, deixamos a simplicidade do iPhone 6; o G Flex 2, com sua exclusiva tela curva chama a atenção por ser o diferente; mas o grande campeão, na nossa opinião, no quesito design é o novo Samsung Galaxy S6 Edge – o acabamento impressiona logo na primeira impressão, mas ao manusear o aparelho super fino e com as laterais arredondadas, foi impossível dar a vitória para outro.

TELA

As telas também são equivalentes; em tamanho, qualidade e definição. Mas vamos aos detalhes. A menor tela de todos os seis modelos deste comparativo é do iPhone 6, com tela Retina HD de 4,7 polegadas e resolução de 1334 por 750 pixels (seu irmão maior, o iPhone 6 Plus, tem 5,5 polegadas). Em seguida, o Lumia 930 é só um pouco maior com sua tela Amoled Full HD de 5 polegadas. O Galaxy S6 Edge não surpreende pelo tamanho, mas pela incrível resolução Quad HD da tela Super Amoled de 5,1 polegadas. Xperia Z3 e Moto Maxx têm exatamente o mesmo tamanho: 5,2 polegadas. Mas enquanto o aparelho da Sony usa a tecnologia LED e tem resolução Full HD, o novo Moto Maxx também tem display Quad HD de Amoled, mas ainda assim, fica bem atrás do S6 Edge quando colocado lado a lado com o aparelho da Samsung. Se tamanho for documento, o LG G Flex 2 é o maior de todos; a tela OLED de 5 polegadas e meia tem Full HD de 1920 por 1080 pixels.

Claro, essas novas telas Quad HD impressionam em questões de brilho e contraste. A Sony, com seu Zperia Z3 – como já é tradição nos produtos da marca japonesa – tem o contraste mais alto quando comparado aos seus rivais. As telas de OLED (ou Amoled ou Super Amoled) do G Flex 2, Moto Maxx, Lumia e S6 Edge mostram imagens impactantes e com mais saturação. Já o iPhone 6 é o mais equilibrado. Apesar de o Moto Maxx também trazer resolução Quad HD, sua qualidade não se destacou muito frente aos seus concorrentes. Assistindo a um mesmo vídeo em alta definição ou observando detalhes de fotos foi fácil escolher um ganhador; mais uma vez o vencedor do quesito tela é o Galaxy S6 Edge. A definição da tela é incrível; em um mesmo vídeo Full HD, os detalhes impressionam, mas não só isso – o conjunto da obra não deixa espaço para dúvidas; a qualidade, o acabamento curvo das bordas, o equilíbrio de cores e a saturação praticamenta hipnotizam.

PERFORMANCE

São muitos números, mas – realmente – olhar só para as especificações não adianta. Todos os seis aparelhos avaliados neste laboratório apresentam performance e desempenho excelentes; fica difícil notar grandes diferenças entre eles. A equivalência não é medida nos números, como acabamos de dizer. O iPhone 6 parece o mais fraquinho quando olhamos somente para as configurações. Ele é o único com apenas 1 Giga de memória RAM. O processador A8 tem 64 bits, mas apenas dois núcleos. A velocidade também é a mais baixa: 1.4 igahertz. 

Moto Maxx, Lumia 930 e Xperia Z3 trazem todos processadores Snapdragon de quatro núcleos com velocidades que variam entre 2 e 2.7 gigahertz. Já os rivais sul-coreanos (G Flex 2 e Galaxy S6 Edge) trazem processadores de 64 bit com oito núcleos. Todos, com exceção do iPhone – têm 3 Giga de memoria RAM. Interessante é que o iPhone 6, mesmo com especificações abaixo da média, apresenta desempenho igual aos demais. Mais uma vez, não tivemos outra saída a não ser decretar empate técnico; desta vez entre todos os participantes. Todos os smartphones são extremamente rápidos e suportam as mais pesadas tarefas e aplicativos – inclusive diversos rodando ao mesmo tempo.

SISTEMA OPERACIONAL

Falar de sistema operacional sempre gera polêmica. Afinal, cada um tem seu preferido e sabe o que mais lhe agrada. Mas, ainda assim, algumas informações podem ser úteis na hora de decidir. Claro, nada melhor do que experimentar, mas vamos lá. Dos seis modelos, apenas dois têm sistemas operacionais diferentes. O iPhone 6 e seu novo iOS8 e o Nokia Lumia 930, que usa o Windows Phone 8.1. Os outros dispositivos são todos Android. O Moto Maxx e o Xperia Z3 ainda saem de fábrica com a versão Kit Kat 4.4.4 – mas tanto a Motorola quando a Sony garantem atualização para a versão 5.0 do sistema, o Android Lollipop. Já a LG e Samsung oferecem a última versão Lollipop já instalada no aparelho. Interessante é que LG, Samsung e Sony também instalam alguns recursos próprios nos seus dispostivos; programas que modificam a usabilidade e interface do sistema.

O Windows Phone pode ser uma alternativa interessante, mas a plataforma da Microsoft ainda sofre com a falta de programas. São cerca de 350 mil aplicativos à disposição na plataforma, número bem inferior quando comparado à disponibilidade de aplicativos disponíveis na Google Play ou App Store, que têm mais de um milhão de apps à disposição. Pode até não fazer diferença, mas pode acontecer de justamente aquele aplicativo que você tanto queria estar disponível apenas para Androids e iPhones... Ah, lembrando: como nós entendemos que sistema operacional é questão de gosto, este quesito a gente deixa por sua conta. Escolha o melhor para você! 

CÂMERA

Primeiro, os números de cada câmera: o Moto Maxx, o Lumia 930 e o Xperia Z3 são os que apresentam maior valor de megapixels – até assusta! O aparelho da Motorola tem 21 megapixels, o Sony tem câmera de 20,7 megapixels e o Nokia, 20 megapixels. Mas isso não significa necessariamente melhor qualidade. O Galaxy S6 Edge tem 16 megapixels, mas um sensor de captura um pouco maior que os modelos da Nokia e Sony. O LG G Flex 2 tem 13 megapixels, porém com sensor maior que o S6. O iPhone 6 manteve os mesmos 8 megapixels dos modelos anteriores da marca – o diferencial da Apple está no conjunto óptico e a lente de cristal de zafira de alta definição. 

É muito difícil classificar esses aparelhos de baixo para cima. Talvez seja mais justo separar por patamares: no primeiro, mais baixo, estão o Sony Xperia Z3 e o LG G Flex 2. No dispositivo japonês, o que chama atenção é o alto contraste e, mais do que a definição dos 20,7 megapixels, a sensibilidade à baixa luz. A câmera do Z3 possui o maior ISO da categoria, o que garante boas imagens mesmo quando a iluminação não ajuda muito. O aplicativo de fotos do Z3 também é bastante completo. Já o G Flex 2 é bastante fiel às cores, mas deixa um pouco a desejar na definição; o destaque fica com seu estabilizador óptico de imagem, que faz o que promete: evita fotos tremidas ou embaçadas. O smartphone da LG também traz a função Quick Selfie: para tirar uma selfie, basta apontar a mão para a câmera frontal do aparelho que ele reconhece e começa a contagem regressiva para o clique – bem legal. 

Um nível acima, o segundo patamar é formado pelo Moto Maxx, o iPhone 6 e o Galaxy S6 Edge. Como dissemos há pouco, muitos megapixels não significam necessariamente um diferencial decisivo. Mas a Motorola deixou de amargar a última posição no quesito fotografia e se saiu melhor desta vez. Os 21 megapixels garantem bons cliques, mas não uma posição de destaque; a profundidade de campo das imagens é que chamam atenção.  

A câmera de 21 MP permite que você tire fotos de alta resolução e faça vídeos em 4k. Tire selfies com um simples comando de voz. Ative a câmera instantaneamente girando o punho duas vezes para não perder nenhum momento... O iPhone 6, apesar dos seus 8 megapixels, ainda oferece qualidade superior – o iPhone 6 Plus ainda conta com estabilizador óptico de imagem. Mas o que garante tamanha qualidade ao aparelho da Apple são dois pilares: primeiro a grande abertura da lente, que permite maior entrada de luz e cliques mais próximos da realidade, em segundo, a lente de cristal de zafira dá uma definição superior às fotos. O Galaxy S6 Edge chama atenção com seus 16 megapixels; a definição é equivalente ao iPhone – mas o aparelho coreano também conta com estabilização óptica de imagem. O que deixa o Samsung em segundo lugar é a abertura 1.9 da lente (ainda maior do que a do iPhone) e a função HDR em tempo real.

Agora em um patamar isolado, a vitória já esperada é do Lumia 930. O aparelho traz um conjunto interno de seis lentes de cristal Carl Zeiss. Além da definição superior aos seus concorrentes, as fotos ficam melhores tanto em ambientes com pouca luminosidade quanto em lugares com muita luz. E para quem realmente gosta de fotografar, o Lumia é o que traz mais controles manuais. No quesito fotografia, ele ainda é imbativel…pelo menos por enquanto.

Os seis modelos testados também gravam vídeos e trazem câmeras frontais – aliás, alguns deram mais atenção às câmeras frontais depois da onda de selfies. O iPhone 6 grava vídeos em alta definição com incríveis 240 quadros por segundo – o resultado são imagens em câmera lenta com muita nitidez e fluidez. Todos os outros, Moto Maxx, G Flex 2, Xperia Z3 e Galaxy S6 Edge gravam vídeos em 4K. O aparelho da Samsung é o que tem melhor câmera frontal – 5 megapixels. 

ARMAZENAMENTO

Não há dúvida, quanto mais espaço interno, melhor – principalmente em tempos em que todo mundo quer gravar um monte de vídeos e tirar fotos de tudo o que vê pela frente. Se você olhar apenas o armazenamento interno, iPhone 6 e Galaxy S6 Edge saem na frente: ambos contam com modelo que oferece 128 giga de memória interna. O Moto Maxx tem 64 giga de espaço e o Lumia tem metade, 32 giga. As opções com mais memória do LG G Flex 2 e do Sony Xperia Z3 também têm apenas 32 giga; o que diferencia desses dois modelos é a possibilidade do uso de cartões de memória MicroSD e, aí, na nossa opinião, acabam vencedores nesse quesito.

BATERIA

A bateria do iPhone 6 suporta até 384 horas em modo de espera ou 14 horas de conversação – o iPhone 6 Plus vai um pouco mais longe, chegando às 24 horas de conversação em 3G. A bateria flexível de 2940 miliampere-hora do G Flex 2 promete 50% de carga em apenas 40 minutos, mas não diz sua autonomia. Com uma bateria de 2420 miliampere-hore, O Lumia 930 suporta até 432 horas em espera ou pouco mais de 15 horas em conversação. O Xperia Z3 da Sony, faz a promessa de até dois dias de bateria. O interessante do modelo Z3 são os modos para aumentar a eficiência energética que, quando ligados, garantem até 14% mais tempo de uso do smartphone. A Samsung afirma que com só 10 minutos de carga é possível usar o Galaxy S6 Edge por até quatro horas. O dispositivo também traz funções para otimizar o uso da energia. E já que bateria é vida, decretamos um empate técnico entre o Xperia Z3 e o Galaxy S6 Edge – não exatamente pela duração das suas baterias – mas pelos aplicativos que permitem controlar a carga do telefone com mais precisão.

CONECTIVIDADE

Todos os modelos possuem Bluetooth 4.0, Wi-fi habilitado para banda dupla – o novo padrão 802.11AC, 4G LTE e NFC. LG, Motorola e Samsung também trazem sinal infravermelho sem seus aparelhos. 

PREÇO

Falando em aparelhos top de linha, é hora de colocar a mão no bolso. Para aqueles que possuem mais de uma versão, cotamos o preço do mais barato – normalmente aquele com menor memória interna. O mais em conta dos seis modelos que experimentamos é Lumia 930, com preço sugerido de 1800 reais. O Motorola Moto Maxx vem logo em seguida; é vendido por 2400 reais. Por 300 reais a mais, o Sony Xperia Z3 custa 2700 reais. LG, Apple e Samsung oferecem seus aparelhos em preços próximos – todos acima dos três mil reais. O G Flex 2 começa com 3300 reais; o iPhone 6 de 16 Giga é vendido por 3500 reais; e o novo Galaxy S6 Edge (também de 16 Giga) custa 3800 reais.

CONCLUSÃO

A última posição deste Laboratório Digital ficou com o Lumia 930, da Nokia. Apesar de ter a melhor câmera da categoria, estamos avaliando smartphones e não câmeras fotográficas. O aparelho já está no mercado há bastante tempo e ainda que seja o mais barato de todos, não se destaca em praticamente nenhum outro quesito. Também já disponível há algum tempo, o Xperia Z3, da Sony, veio na sequência, mas consideravelmente acima do Lumia. É um excelente smartphone, com boa performance, câmera intermediária. O diferencial é a possibilidade de usá-lo embaixo d’água e a promessa de bateria de até dois dias.

Em terceiro lugar, o mais justo foi decretar um empate entre o LG G Flex 2 e o Motorola Moto Maxx – ambos smartphones que fazm jus à categoria top de linha. O Moto Maxx leva vantagem na questão do preço – são quase mil reais de diferença. Mas em funções e performance, os dispositivos são bem equivalentes. Apesar de ser o mais pesado da turma, o Moto Maxx chama atenção pelo excelente sistema de reconhecimento de voz. O G Flex 2 é o único aparelho curvo; a gente gosta da inovação, mas o que ainda incomoda um pouco nos aparelhos da LG é o botão traseiro; pra falar verdade, para quem não está acostumado, ele atrapalha bastante. Ambos celulares gravam em 4K; o legal do G Flex 2 são as funções para facilitar na hora dos selfies. Em segundo lugar, o iPhone 6 e sua simplicidade. O grande trunfo do dispositivo da Apple é a combinação entre hardware e sistema operacional. As novas funções do iOS8 e maior definição da câmera também fizeram diferença. 

Desta vez, a escolha do Olhar Digital como melhor smartphone top de linha é o Samsung Galaxy S6 Edge; este realmente impressionou! Tudo bem, o aparelho é o mais caro da categoria, mas, de novo, não estamos avaliando custo-benefício. Começando pelo design que apresenta um smartphone que salta aos olhos – a primeira impressão é de termos um belo artigo de luxo nas mãos. A tela com bordas arredondadas é um show à parte; chama a atenção por ser inédita, mas principalmente pela definição impressionante – nenhum rival chegou perto do que apresentou o S6 Edge. A saturação do dispositivo coreano também é um diferencial. A performance do aparelho da Samsung, ainda que todos os outros sejam muito bons, é extremamente rápida – arriscaríamos dizer, o mais rápido entre os seis. Escolher as outras posições foi uma tarefa mais complicada, já escolher o primeiro lugar, nem tanto.

Vai às compras na BlackFriday? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ