EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O governo dos Estados Unidos e a Apple se enfrentam nos tribunais na próxima semana, com o objetivo de decidir se a fabricante de smartphones deve ou não ser forçada a destravar um iPhone bloqueado, pertencente a um dos atiradores de San Bernardino. Nesta sexta-feira, 18, um advogado da empresa explicou que durante o processo, tanto o governo como a companhia poderão interrogar testemunhas.

O pedido partiu dos órgãos públicos e foi aceito pela corte. Segundo o advogado, a Apple entrevistará dois funcionários: o diretor de engenharia de privacidade, Erik Neuenschwander, e a gerente global de cumprimento com as leis, Lisa Olle.

publicidade

O governo também terá duas testemunhas do FBI disponíveis.

Via Reuters