A Apple confirmou a identidade do homem encontrado morto em uma sala de reuniões da sua sede em Cupertino, na Califórnia, mas ainda não se sabe o que aconteceu porque as autoridades de recusam a discutir o caso.

Nesta sexta-feira, 29, a Reuters informou que o sujeito foi identificado como Edward Mackowiak, que, segundo informa uma página no LinkedIn encontrada pelo TechCrunch, trabalhava como engenheiro de software na companhia.

publicidade

Reportagens preliminares diziam que Mackowiak (até então não identificado) foi encontrado com um ferimento na cabeça e que havia uma arma próxima ao seu corpo. Essas informações, entretanto, não são oficiais. O escritório do xerife de Santa Clara, que cuida do caso, trata a situação como “incidente isolado”.