EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Anunciado em 2014, o par de lentes de contato inteligentes Verily, desenvolvido pelo Google, inspirou outras empresas a patentear ideias parecidas, como a Samsung e a Sony. No entanto, dois anos depois do anúncio, há relatos de que o projeto ainda não saiu do papel no Google.

De acordo com um ex-funcionário da empresa entrevistado pelo site Stat, a Verily ainda é um “slideware”: isto é, só existe em apresentações de slide do PowerPoint. Ele diz que nada de concreto foi realmente desenvolvido a partir do projeto, que hoje é responsabilidade da Novartis, empresa do grupo Alphabet que também é dono do Google.

publicidade

A ideia inicial era que a Verily pudesse ser usada para medir o nível de glicose no corpo humano. As lentes coletariam informações através das lágrimas do usuário (no caso, alguém com diabetes) e enviá-las a um aplicativo de smartphone. Além disso, poderiam substituir o medidor tradicional que faz uma “picada” no dedo do paciente.

Segundo a reportagem do Stat, o problema é que não há comprovação científica de que lágrimas possam de fato fornecer informações precisas sobre o nível de glicose no corpo de uma pessoa, já que pesquisas na área não foram conclusivas. Por isso o projeto do Google não teria saído do papel, assim como outros inspirados nele.

“Sempre existe alguém que pensa que todos os métodos de medição usados antes estavam errados”, disse o químico John Smith, consultado sobre o assunto. “Esse tipo de ciência baseada em fé já se provou muito cara e não deveria vir de empresas como a Novartis. Mas, enfim, custos parecem não ser um problema para eles.”

publicidade