O canal de esportes ESPN que desenvolver o seu próprio serviço de streaming, segundo informações de fontes ligadas à empresa.

O CEO da Disney – companhia que comanda o canal –, Robert Iger, já tinha observado que a empresa precisava melhorar a sua frente digital e que a venda direta do conteúdo da ESPN para os telespectadores poderia ser o caminho.

publicidade

À princípio, o streaming não contaria com itens de grande sucesso nos Estados Unidos, como basquete e futebol americano, mas inclui competições de ligas universitárias.

O objetivo do novo serviço é atrair um público que atualmente não assina nenhum serviço de TV paga; algo semelhante a outros serviços de streaming que oferecem programação disponível na televisão, como o Hulu e HBO Now.

Via Business Insider