EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Federal Trade Commission (FTC), órgão americano responsável por fiscalizar o comportamento das empresas, afirmou que a Warner Bros. pagou a estrelas do YouTube para que fizessem avaliações positivas sobre o jogo “Terra-Média: Sombras de Mordor” sem que a audiência fosse propriamente avisada.

O jogo foi lançado entre o terceiro e o quarto trimestre de 2014 com uma campanha de marketing tocada pela agência de publicidade Plaid Social Labs. No fim do mesmo ano a FTC desconfiou da ação e reclamou, o que deu origem à investigação.

publicidade

O órgão concluiu que a Warner usou uma série de artifícios para esconder que os vídeos sobre o jogo tinham viés comercial. Por exemplo, a empresa exigia que os youtubers incluíssem vários informativos na descrição dos vídeos, de forma que o aviso de que aquilo era publicidade acabava escondido depois de um link “leia mais” – que, aliás, não poderia ser visto em posts no Twitter ou Facebook, e o acordo previa que os youtubers tinham de fazer esses compartilhamentos.

Os divulgadores ainda tiveram de mandar os vídeos para aprovação da Warner antes de colocá-los no ar, assim a empresa poderia assegurar que nenhum deles falasse sobre possíveis falhas ou criticasse o jogo. A Warner também não disse aos youtubers que eles deveriam ter deixado claro que receberam dinheiro para falar bem do título.

Embora a FTC não tenha dado o nome de todos os envolvidos na ação, o órgão informou que PewDiePie, um dos principais youtubers do segmento dos jogos, estava no meio. Ele gerou, sozinho, mais de 3,7 milhões de visualizações. Ao todo, a campanha impactou um número superior a 5,5 milhões de internautas.

Não será aplicada nenhuma punição financeira à Warner. A FTC só avisou que a empresa está proibida de usar esses artifícios no futuro.

publicidade