Os chineses deram uma demonstração incrível de sincronia ao colocar 1.007 robôs para dançar por 60 segundos, criando uma cena ao mesmo tempo impressionante e levemente assustadora. O feito, realizado no Festival da Cerveja em Qingdao, na província de Shandong, foi reconhecido pelo livro Guinness dos recordes, superando a antiga marca, também chinesa, de 540 robôs.

O balé foi orquestrado pela Ever Win Company, uma empresa chinesa de robótica, que não só criou os robôs, mas também preparou a apresentação. Os responsáveis organizaram várias fileiras com modelos idênticos do QRC-2, cada um com 43,8 centímetros de altura. Todos eles foram comandados por um único celular.

publicidade

Se o número de 1.007 dançando parece estranho, é porque vários deles foram desqualificados durante a apresentação. Vários deles acabaram caindo ao dançar ou então pararam a dança antes que os 60 segundos fossem encerrados.

Segundo Quan Jinyou,  diretor de tecnologia da Ever Win, o principal desafio do balé robótico foi controlar os mais de 1 mil robôs dançantes, por causa da alta possibilidade de interferência nas frequência de rádio.