EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Não é novidade que a IBM criou um computador que tenta funcionar da mesma maneira de que um cérebro humano. Chamado de TrueNorth, ele é composto por 4.096 microprocessadores que simulam a existência das células neurais e de suas 256 milhões de conexões. Agora, a Samsung quer usar essa mesma tecnologia para criar um olho digital.

A empresa sul-coreana está adaptando a tecnologia em seu Dynamic Vision Sensor. A ideia é criar uma câmera capaz de identificar o que está acontecendo e realizar a filmagem em 2.000 frames por segundo. Para efeito de comparações, as câmeras digitais normalmente trabalham na faixa de 120 frames por segundo.

publicidade

O plano é usar o dispositivo para criar mapas 3D, dispositivos de segurança para a direção autônoma e novas formas de controle por gestos corporais. A própria empresa já demonstrou o chip funcionando e reconhecendo os gestos de humanos tentando controlar uma televisão sem a necessidade de um controle remoto, apenas gesticulando.

Reprodução

O novo sistema construído pelas duas empresas é eficiente e consome 300 milliwatts de energia. Novamente, apenas para efeito de comparação, um cérebro consegue realizar as mesmas ações usando 100 milhões de vezes menos força do que a máquina. “Há ainda uma enorme diferença entre biologia e computação moderna”, conclui Eric Ryu, vice-presidente da área de pesquisas da Samsung.

Via CNET

publicidade