EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Um deste de velocidade realizado pelo canal do Youtube Phonebuff colocou o iPhone 6s da Apple muito à frente do recém-lançado Galaxy Note 7, da Samsung. Com o resultado, o iPhone 6s se tornou o primeiro smartphone a passar toda a sua geração sem ser derrotado por nenhum outro aparelho.

O teste exigia que os smartphones lançassem 14 aplicativos diferentes, executando algumas tarefas (Como renderizar um vídeo) ao longo do caminho. O iPhone 6s terminou o teste em um minuto e 21 segundos(1’21”), enquanto o Galaxy Note 7 levou dois minutos e quatro segundos (2’04”) – mais que 50% a mais de tempo. O teste pode ser visto abaixo:

publicidade

Diferenças

Talvez o mais notável da vitória do iPhone 6s seja o fato de que o seu hardware, no papel, ficaria muito atrás dos componentes do Note 7. O 6s tem um processador A9 dual-core da Apple (que já tem 6 meses de idade) e 2GB de RAM; o Note 7, por sua vez, usa o Snapdragon 820 como processador, e possui o dobro de RAM do iPhone (4GB).

Por outro lado, a tela do Note 7 tem uma resolução muito maior do que a do iPhone 6s: 2560×1440 pixels, contra “apenas” 1334×750 pixels do iPhone. Isso significa que os componentes do Note 7 precisam renderizar muito mais píxels do que os componentes do smartphone da Apple.

publicidade

Há que se considerar também que os dispositivos usam sistemas operacionais diferentes. O iPhone 6s usa a iOS 9.3.4, e os iPhones têm a vantagem de serem totalmente produzidos pela Apple, tanto em hardware quanto em software. Isso permite que a empresa adeque melhor os componentes ao programa.

O Note 7, por sua vez, usa a TouchWiz, uma modificação do Android 6.0.1. A desvantagem do Android é que o sistema operacional precisa atender a milhares de dispositivos diferentes, feitos por fabricantes diferentes, e por isso não é tão otimizado quanto o sistema da Apple. Por outro lado, como o Note 7 usa uma versão do Android modificada pela Samsung, espera-se que ele seja mais rápido que o Android puro.

Limitações

Uma limitação do teste é que ele avalia um tipo de uso que dificilmente aconteceria na vida real. É raro que alguém precise abrir 14 apps diferentes em sequência, ainda mais parando para realizar algumas tarefas no meio do caminho. Ainda assim, ele serve como indicativo da velocidade do iPhone 6s, que já havia se saído bem em testes de benchmark.

Além disso, segundo o The Next Web, o teste também não avalia recursos como a S-Pen do Note 7, ou a capacidade do dispositivo da Samsung de abrir um aplicativo diferente em cada metade da tela. Por esse motivo, é possível que, em termos de produtividade, o aparelho da Samsung tenha vantagens também.