EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O recurso de videochamada ainda não chegou ao WhatsApp e nem há previsão de isso acontecer tão logo. Mesmo assim, diversas pessoas têm sido enganadas por hackers que enviam um link falso contendo um vírus que infecta os smartphones, dá aos criminosos acesso aos dados pessoais contidos no telefone e ainda os inscreve em serviços pagos.

O golpe afeta dispositivos Android, iOS e até BlackBerry e necessita que o usuário realize o download de uma falsa atualização do WhatsApp que supostamente implementaria o recurso de videochamada ao aplicativo.

publicidade

Após a execução do arquivo, a vítima é informada que precisa compartilhar a mensagem que recebeu com mais cinco amigos e em outros cinco grupos do WhatsApp. Dessa forma, os hackers garantem que ataque viralize sem qualquer esforço.

Depois disso, o navegador do smartphone é direcionado para uma página de publicidade que funciona de forma dinâmica, modificando-se a cada acesso. O aparelho, então, realiza o download de outro aplicativo sem que o usuário perceba e o executa. Essa aplicação dá aos hackers o acesso aos endereços dos contatos da agenda e também realiza o cadastro do próprio número em serviços de mensagens pagos.  

Esse não é o primeiro e nem o último golpe que ronda o serviço de mensagens. A ESET, empresa que identificou a ameaça, recomenda que os usuários tenham extremo cuidado na hora de clicar em links recebidos por mensagens no app e também não acreditem em mensagens que indicam o recebimento de cupons de desconto, atualizações deaplicativos e pacotes de emojis. 

publicidade