A Razer atualizou a sua linha de laptops Blade, com componentes da nova geração da Intel e da Nvidia. O dispositivo agora será comercializado com processadores Kaby Lake, da 7ª geração da Intel, e a placa de vídeo GTX 1060, que pelo menos no papel, permitiria que o laptop fosse habilitado para jogos em realidade virtual.

Os processadores Kaby Lake são uma pequena evolução em relação aos chips Skylake, mas ainda são uma evolução. Assim, o ultrabook Razer Blade Stealth, que antes tinha o processador i7-6500U, com clock de 2,7 GHz e turbo de 3,1 GHz; agora, ele terá o chip i7-7500U, com velocidade de 2,7 GHz e turbo de 3,5 GHz. A mudança traz uma leve melhoria de desempenho e maior eficiência no consumo de energia.

publicidade

Acompanhando as mudanças, a Razer também incluiu uma bateria melhor no Blade Stealth, aumentando de 45Whr para 53,6 Whr, representando um ganho de quase 20% em duração da bateria, principalmente ao observar que os novos chips da Intel são projetados para serem mais econômicos em consumo de energia.

O principal truque do Blade Stealth ainda está lá: o dispositivo pode se conectar por uma porta Thunderbolt 3 ao Razer Core, que é um gabinete vendido separadamente por US$ 500, que permite usar uma placa de vídeo de desktop e ainda aproveitar portas USB e entrada de cabo Ethernet.

O modelo já está em pré-venda com preços a partir de US$ 1 mil pela versão com tela 4K e 128 GB de armazenamento SSD.

GTX 1060

Já para quem quer falar sério sobre games, o Razer Blade de 14 polegadas fica mais tentador. O aparelho ainda não fez o salto para a geração Kaby Lake porque as opções quad-core da 7ª geração só serão lançadas no ano que vem. No entanto, a Razer já atualizou a placa gráfica, dando adeus à GPU GTX 970M e instalando a GTX 1060, com 6 GB de memória dedicada, o que é poder suficiente para sustentar um visor de realidade virtual.

Como a Nvidia já havia prometido, neste ano suas placas de vídeo não terão distinção entre desktop e laptop. Isso significa que dentro do Blade haverá uma GPU de nível de desktop, o que não impactou o peso (pesando 1,9kg) e espessura (medindo 1,8 cm).

O modelo é bem caro, no entanto, e ainda não entrou em pré-venda. A Razer promete comercializá-lo por preços a partir de US$ 1,8 mil, pela versão com tela de resolução 1920×1080 e 256 GB de armazenamento SSD.