EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Os consumidores parecem não estar preocupados com os riscos de explosões com o Galaxy Note 7. Mesmo com o número de casos crescendo em todo o mundo, apenas 130 mil unidades foram devolvidas ao recall da Samsung nos Estados Unidos, menos de 15% do 1 milhão de celulares vendidos.

O programa já está em ação há duas semanas, mas a quantidade de dispositivos entregues à coreana é bem menor do que o esperado. Uma das explicações pode ser a demora para repor os smartphones. A Samsung garante, no entanto, que a maior parte das lojas terá unidades para reposição nas próximas semanas.

publicidade

Enquanto isso, a venda do modelo permanece suspensa.

Em comunicado enviado ao Olhar Digital, a Samsung reforça a importância do recall do dispositivo e sugere a participação “imediata” no programa de substituição. Leia o comunicado na íntegra:

“Há pouco mais de uma semana, a Samsung Electronics anunciou um programa global de substituição para o Galaxy Note7 como medida preventiva devido a um problema com a célula da bateria. Desde então, estamos trabalhando arduamente para acelerar o envio dos produtos, a fim de concluir esse programa de troca, minimizando qualquer possível inconveniência para nossos clientes. Na semana passada, entendemos que nossos consumidores estão preocupados e queremos enfatizar a importância da troca do produto.

Nossa prioridade número um é a segurança de nossos consumidores. Estamos pedindo aos usuários que desliguem seus Galaxy Note7 e o substituam o mais rápido possível”, disse DJ Koh, presidente global da divisão mobile da Samsung Eletronics. “Estamos acelerando a substituição dos dispositivos para que eles possam ser entregues por meio do programa de troca do modo mais conveniente possível e em conformidade com as regulamentações vigentes. Agradecemos sinceramente a nossos clientes pela compreensão e paciência.

publicidade

Mesmo havendo apenas um pequeno número de incidentes relatados, a Samsung está bastante atenta para oferecer aos clientes o suporte necessário. A Samsung identificou o lote afetado e interrompeu as vendas e remessas desses smartphones. Nós estamos também colaborando com as agências regulatórias nacionais.

Os clientes que possuem o Galaxy Note7 podem trocar seu aparelho atual por um novo, de acordo com a disponibilidade local. Recomendamos aos usuários do Galaxy Note7 que entrem em contato com o lugar de compra ou liguem para a central de atendimento indicada na região o mais brevemente possível”.

Via Re/Code