EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Facebook é gratuito para os usuários e continuará sendo para sempre, de acordo com a empresa. Mas isso não impede Mark Zuckerberg, o fundador e CEO da rede social, de lançar uma versão alternativa do site para quem estiver disposto a pagar.

É o caso do Facebook at Work, espécie de concorrente do LinkedIn que o Facebook planeja lançar no próximo mês. Pagando um valor mensal correspondente ao número de usuários ativos, uma empresa pode criar sua própria rede social fechada para os funcionários, com todos os recursos da versão tradicional do Facebook.

publicidade

No Facebook at Work, os usuários podem acompanhar as novidades dos colegas de trabalho, de outras unidades ou departamentos dentro da empresa, pelo feed de notícias, além de receber novidades da administração. O Messenger também fica habilitado, com direito aos chats tradicionais e também conversas por áudio e vídeo.

As empresas e os funcionários podem criar grupos, marcas eventos, importar seus perfis, fazer até transmissões ao vivo, tudo dentro de um ambiente controlado pelo empregador. A ideia do Facebook é permitir que empresários e colaboradores organizem projetos internamente num ambiente mais dinâmico, sem as distrações da versão comum da rede social.

A empresa ainda não oficializou o lançamento do Facebook at Work e não se sabe ainda em quais países o serviço estará disponível ou mesmo o preço. Quem revelou o lançamento foi o site TechCrunch, que indica ter recebido informações de “fontes confiáveis”.

publicidade