EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Apple anunciou hoje ao Evening Standard, jornal londrino, que pretende abrir um novo escritório em Londres na Battersea Power Station. O local é uma usina termoelétrica abandonada desde 1983 que está sendo restaurada para abrigar escritórios, lojas e restaurantes.

Segundo o anúncio, 1400 funcionários da empresa que atualmente trabalham em outros escritórios na cidade  serão transferidos para ocupar seis andares do edifício. No total, a área alugada pela empresa totalizará de cerca de 46.450 metros quadrados (equivalentes mais ou menos à área de quatro campos de futebol). O espaço fará da Apple a principal inquilina da usina elétrica restaurada, segundo o grupo que está gerenciando a revitalização do espaço.

publicidade

De acordo com o Engadget, a empresa deve mudar suas operações em Londres para lá em 2021. A nova central de operações da empresa terá espaço para até 3000 funcionários, mas ainda assim será apenas a segunda maior área de negócios da Apple na Europa. A primeira seguirá sendo a sede europeia da empresa em Cork, na Irlanda, onde atualmente trabalham 6000 pessoas. O vídeo abaixo mostra como o local está atualmente em seu processo de restauração:

Boa vizinhança

Além da Apple, ocuparão o local também 253 apartamentos residenciais, três andares de lojas, um auditório com capacidade para 2000 pessoas e um número ainda não especificado de salas de cinema. Dentre os moradores, que devem começar a se mudar para os apartamentos a partir de dezembro de 2016, estão o cantor Sting e o aventureiro Bear Grylls.

publicidade

Essa é a quarta vez que empresas tentam restaurar a usina elétrica abandonada. O fato de que grandes empresas e pessoas famosas já tenham investido na região, contudo, indica que ela deverá ter sucesso. Há ainda a intenção de se construir uma estação de metrô próxima ao edifício; a estimativa é que ela fique pronta até 2020.

Local histórico

Construída na década de 1930, a usina gerava eletricidade a partir da queima de carvão. No entanto, devido à constante queda em sua eficiência, ela começou a ser desativada já na década de 1970, parando de funcionar totalmente em 1983. No ano de 1980, o edifício ganhou o status de patrimônio histórico do Reino Unido, o que garantiu sua preservação.

Não é a primeira vez que a usina abandonada ganha espaço na mídia. Na década de 60, já em decadência, ela se popularizou ao aparecer no filme Help!, dos Beatles. Em seguida, ela apareceu na capa do disco Animals, de 1977, da banda Pink Floyd. A capa (mostrando o estado da usina naquele ano) pode ser vista abaixo:

Reprodução