EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Salesforce, empresa de software corporativo, pediu às autoridades da União Europeia que investiguem questões relacionadas à defesa da concorrência que podem acontecer por conta da compra do LinkedIn pela Microsoft.

A Salesforce, que perdeu a disputa pelo LinkedIn, pediu que as autoridades façam maisdo que uma simples revisão da operação, e afirmou que o negócio ameaça a inovação e a competição no setor. “Ao ganhar acesso à base única de mais de 450 milhões de profissionais em mais de 200 países da LinkedIn, a Microsoft será capaz de negar aos competidores acesso a esses dados e ao fazer isso, obter uma vantagem competitiva injusta”, explica Burke Norton, diretor jurídico da Salesforce, em comunicado.

publicidade

A Microsoft deve buscar aprovação da União Europeia para o negócio nas próximas semanas.
“A Salesforce pode não estar ciente, mas o acordo já foi liberado nos Estados Unidos, Canadá e Brasil. Estamos comprometidos em levar competição de preço ao mercado de CRM (relacionamento de clientes) no qual a Salesforce tem posição dominante”, afirma Brad Smith, chefe jurídico da Microsoft.

A revisão preliminar da União Europeia sobre questões de fusões de empresas leva 25 dias úteis, que podem ser ampliados para cerca de 4 meses se problemas sérios forem encontrados.

Via Reuters

publicidade