EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Primeiro, a Samsung começou a vender unidades do Galaxy Note 7 que explodiam espontaneamente. Depois, a empresa anunciou um recall do aparelho e, eecentemente, começou a vender novas versões supostamente seguras. Acontece que algumas dessas unidades de reposição também explodiram.

O problema cresceu tanto que ao menos duas operadoras norte-americanas anunciaram nesta semana que estão aceitando devoluções de unidades supostamente seguras do Galaxy Note 7. Nos EUA, provedoras são também as principais revendedoras de smartphones.

publicidade

Quem comprou um Note 7 da AT&T ou da Sprint pode procurar a sua operadora e trocar o aparelho por um outro smartphone de sua preferência. Já a T-Mobile oferece há algum tempo um serviço chamado “Compra Arrependida” que oferece trocas de smartphone de diversas marcas.

Até agora, duas unidades “seguras” do Galaxy Note 7 explodiram após o recall da Samsung: uma na China e outra nesta semana nos Estados Unidos. A coreana, por sua vez, diz que já distribuiu mais de 1 milhão de unidades do smartphone supostamente sem risco de explosão.

Via Android Central

publicidade