Você com certeza já ouviu falar bastante dos veículos autônomos, uma das principais tendências do setor de transportes dos últimos anos. Mas uma empresa dos Estados Unidos decidiu levar a tecnologia para o setor de transporte de cargas. Nesta semana a Otto realizou sua primeira entrega utilizando um caminhão autônomo: 50 mil latas de cerveja.

Como funciona?
O hardware da empresa pode ser instalado em qualquer caminhão que possua trasmissão automática. Por fora, são instalados três sensores de detecção a laser, um radar e uma câmera de alta precisão. Do lado de dentro, um interruptor que liga e desliga o sistema e dois botões vermelhos.
O sistema funciona apenas na estrada, onde o caminhão, em teoria, não tem que lidar com variáveis complicadas, como pedestres atravessando, crianças andando de bicicleta ou todas as faixas paradas. O caminhão mantém uma distância segura do veículo da frente e só troca de pista quando é extremamente necessário.

publicidade

Caminhões autônomos
A adoção da tecnologia autônoma nos caminhões, assim como nos carros, tem como principal objetivo o a redução do número de acidentes. O sistema, de acordo com a empresa, também é mais econômico do que um motorista humano. “Nós acreditamos que as tecnologias de auto-condução podem melhorar a segurança, reduzir as emissões e melhorar a eficiência operacional das entregas”, explica James Sembrot, que trabalha no setor e colaborou com a Otto em testes.

O porta-voz da American Trucking Association, nos Estados Unidos, acredita que é possível aumentar a eficiência e a segurança nos caminhões, mas questiona se é inteligente colocar veículos de 40 toneladas sob o controle total de um computador.

A Otto acredita que sim. A empresa está trabalhando para aprimorar o controle de seu sistema e pretende, no futuro, fazer com que seu sistema consiga prever como os outros motoristas se comportam, além de lidar com riscos como a mudança súbita de tempo.

Via Wired