EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Spoiler: você vai morrer. Eu também. De fato, a não ser que nos próximos anos alguém faça uma descoberta inimaginável que permita que a humanidade drible a morte, esse é o destino que aguarda todos nós eventualmente. Mas, pelo menos, nós ainda podemos dizer ao Facebook o que deve acontecer com o nosso perfil quando isso acontecer.

Por mais que se trate de uma questão delicada, o processo para se fazer isso é surpreendentemente simples e rápido. Justamente por ele ser tão fácil de se executar, vale a pena você tirar um minutinho de algum dia para fazer isso. Confira:

publicidade

1) No Facebook, acesse a página de configurações de seu perfil

Você faz isso clicando na seta para baixo no canto superior direito da página e selecionando “Configurações”, uma das últimas opções.

Reprodução

2) Na página de configurações, acesse a opção “Segurança”

publicidade

Ela fica no lado esquerdo da tela, na parte superior.

Reprodução

3) Dentro das opções de segurança, vá até “Contato Herdeiro” e clique em “Editar”

Essa opção fica na parte de baixo da página, e o botão “Editar” fica do lado direito.

Reprodução

4) Escolha o que você prefere que seja feito. No menu que se abrirá, você terá duas opções: escolher um contato herdeiro, ou solicitar que a sua conta seja desativada

4) a) A opção de cima permite que você escolha um contato herdeiro, que poderá fazer coisas como fixar uma publicação na sua linha do tempo, responder a solicitações de amizade e mudar sua foto de perfil (mas não ler as suas mensagens). O Facebook explica melhor o que é um contato herdeiro nesta página.

Reprodução

4) b) Embaixo dessa opção está a de solicitar a exclusão da sua conta quando você morrer. Caso você escolha essa opção, será necessário confirmar antes que a configuração seja aplicada definitivamente. Neste caso, quando alguma pessoa reportar o seu falecimento ao Facebook, sua conta será permanentemente excluída:

Reprodução

Ninguém discutirá que falecimentos são incrivelmente traumáticos, especialmente para parentes próximos. E o fato de que o perfil das pessoas mortas muitas vezes continua a existir normalmente como se nada tivesse acontecido pode ser uma fonte de dor muito grande para a família e os amigos daquela pessoa.

Por isso, determinar como a rede social deve tratar o seu perfil após o seu falecimento é um recurso que pode fazer com que esse momento trágico seja um pouco mais suportável. Não se trata, nem de longe, de um consolo. Mas em um momento tão difícil, qualquer ajuda vale a pena. E se essa opção está disponível e tão facilmente acessível, há poucos motivos para não usá-la.