EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Greg Street, diretor de design da Riot Games e responsável pelo League of Legends, declarou que a empresa não tem a intenção de permitir que os usuários sejam capazes de criar novas versões do jogo e modificar sua estrutura.

Mas o patch 6.24 do game, com previsão de lançamento para 7 de dezembro, trará algumas mudanças aos jogadores. Na versão para o próximo ano, o jogo vai oferecer um modo de treinamento no qual os jogadores podem experimentar estratégias e manobras, além de permitir bloquear campeões em níveis específicos.

publicidade

De acordo com Street, muitos jogadores já pediam um modo de treinamento à empresa, que foi relutante uma vez que considerava que a parte de não ter treinamento fazia parte da essência do jogo. Mas o argumento foi rebatido por jogadores que declararam que o League of Legends é um esporte, e como tal, deve ser treinado.

O sucesso do game League of Legends, com seus grandes torneios e jogadores famosos com muitos seguidores, fez a Riot escutar muito mais o que os usuários têm a dizer. Sobre as mudanças que foram feitas ainda nesse ano no jogo, Street disse que apesar de causar certo desconforto em alguns, elas foram necessárias, mas espera que no próximo ano a empresa consiga detectar os problemas antes para resolvê-los de forma mais planejada.

O designer ainda disse que a missão da Riot é desenvolver um jogo equilibrado que atenda às expectativas de todos os públicos, dos jogadores profissionais aos mais convencionais, por pura diversão.

O patch de 2017 virá ainda com alterações no cenário, novas funções de destaque e compartilhamento e a capacidade de assistir a replays de jogos. Street ressalta que o patch não é o fim das atualizações de League of Legends, e que a Riot sempre está buscando melhorar o aproveitamento dos jogadores, inclusive que a empresa segue interessada em incluir o tão pedido bate-papo dentro do game.

publicidade

Via Engadget