A empresa de segurança Keeper divulgou nesta sexta-feira, 13, um estudo que mostra as senhas mais utilizadas no mundo em 2016. Para chegar a essas informações, a companhia analisou 10 milhões de senhas vazadas por meio de violações de dados ocorridas no ano passado.

Mais uma vez, a senha mais utilizada do mundo foi “123456”, escolha de um em cada cinco usuários. Em seguida apareceram palavras-chave como “querty”, “11111” e “password”. “A lista de senhas mais usadas mudou pouco nos últimos anos. Embora seja importante que os usuários estejam cientes dos riscos, uma minoria vai se esforçar e tomar algum tempo para se proteger”, explica a Keeper.

Para evitar problemas, os pesquisadores esperam que os sites exijam práticas de segurança mais rígidas que forcem os usuários a optar por medidas mais seguras, como a autenticação em duas etapas e a definição de senhas compostas por letras, símbolos e números.

Ainda segundo a empresa, das dez senhas mais utilizadas em 2016, quatro possuem menos de seis caracteres, o que torna ainda mais fácil a descoberta.

publicidade

Nesses casos, as dicas de segurança não costumam variar: evite senhas curtas e que contenham apenas um tipo de caractere. Não escolha datas de aniversários, palavras fáceis de relacionar à sua família e nem verbetes de dicionário. Combinações óbvias, como “123456”, é claro, devem ser descartadas o mais rápido possível.

Via DigitalTrends