EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Se você ainda assiste à televisão analógica, é melhor correr para atualizar a tecnologia de recepção dos canais na sua casa, principalmente se morar em São Paulo e na área metropolitana do estado. Amanhã, dia 29 de março, todas as transmissões analógicas da TV aberta serão encerradas na região. Quem não se adaptou ao sinal digital, não vai conseguir assistir mais.

A ideia de migrar para o sinal digital visa melhorar a qualidade de imagem e som das transmissões nacionais da televisão aberta. Além disso, “ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam ativar a tecnologia 4G com melhor qualidade”, explica Antonio Carlos Martelletto, diretor geral da Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital no país.

publicidade

Como migrar  

A maior parte dos conversores é compatível com todas as marcas de televisores, mas é preciso saber qual o tipo da TV que você possui em sua residência. As convencionais e antigas, “de tubo”, não possuem as mesmas entradas que os modelos mais modernos de LED, LCD e Plasma. Por isso, precisam de conversores para a transmissão de imagem e som por cabos de vídeo e áudio.

Para as televisões com resolução HD, basta usar um conversor de alta definição – se o modelo já não contar com conversor integrado –, que conecta a antena com o aparelho pela entrada HDMI.

Reprodução

publicidade

É preciso checar também se a antena está adequada para receber o sinal digital. Ela precisa ser do tipo UHF e o ideal é que seja instalada fora de casa. As antenas internas, bem menores e discretas, até quebram um galho (principalmente para quem mora em apartamento), mas nem sempre conseguem captar o sinal de várias emissoras.

Para ajudar na migração, a Seja Digital vai distribuir 1,8 milhão de kits que realizarão a mudança da recepção do sinal. Para saber se tem o direito de receber o kit, é preciso acessar o site da organização ou ligar gratuitamente para o número 147 com o CPF ou NIS (Número de Identificação Social).

Cidades afetadas

Além da capital paulista, o sinal será desligado em outros 38 municípios. Abaixo você confere a lista completa:

  • Arujá
  • Barueri
  • Biritiba-Mirim
  • Caieiras
  • Cajamar
  • Capicuíba
  • Cotia
  • Diadema
  • Embu das Artes
  • Embu-Guaçu
  • Ferraz de Vasconcelos
  • Francisco Morato
  • Franco da Rocha
  • Guararema
  • Guarulhos
  • Ibiúna
  • Itapecerica da Serra
  • Itapevi
  • Itaquaquecetuba
  • Jandira
  • Mairiporã
  • Mauá
  • Mogi das Cruzes
  • Osasco
  • Pirapora do Bom Jesus
  • Poá
  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • Salesópolis
  • Santa Isabel
  • Santana de Parnaíba
  • Santo André
  • São Bernardo do Campo
  • São Caetano do Sul
  • São Lourenço da Serra
  • Suzano
  • Taboão da Serra
  • Vargem Grande Paulista