EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Google revelou nesta quinta-feira, 16, um novo projeto divertido envolvendo inteligência artificial. A ferramenta foi batizada de “AI Duet”, que, como indica o nome, permite fazer um dueto de piano no qual a máquina se adapta às notas tocadas pelo usuário para criar uma melodia consistente, embora não necessariamente boa. Você pode experimentar o recurso neste link.

Quando você toca suas notas no teclado, a inteligência artificial processa os sons por meio de uma rede neural, que identifica padrões rítmicos e melódicos com base em um banco de dados gigante que alimentou e treinou o sistema. E porque ele foi treinado para entender conceitos básicos da música, é capaz de criar uma resposta própria e única às teclas que o usuário pressionou, resultando em um dueto.

publicidade

Se você resolver tocar uma série de notas curtas e rápidas, o sistema vai entender isso e responder de uma forma direta e compatível, por exemplo. É interessante ver como a inteligência artificial funciona de forma orgânica e espontânea; se você repetir as mesmas notas no mesmo ritmo, a resposta tende a ser diferente em todas as vezes.

É notável, porém, que o AI Duet faz música, mas não necessariamente boa música. Se você não tem a menor noção de como tocar piano, ele não vai fazer você ficar magicamente bom nisso. Pelo contrário: a tendência é que a resposta dele seja tão ruim quanto. Além disso, na maior parte das vezes, a melodia parece bastante aleatória, mas ocasionalmente é possível notar a intenção da máquina, perceber a inspiração e reparar como ela encaixa bem com os sons que você fez.

O projeto foi liderado pelo músico e cientista da computação Yotam Mann, em parceria com o Creative Lab, do Google, usando o projeto Magenta, que tenta criar inteligências artificiais criativas, capazes de criar arte. A música é só uma parte disso. A divisão já deu origem a outros experimentos divertidos, como a “infinite drum machine”, que cria percussão com sons de todos os tipos, feitos por objetos que normalmente não são associados a música, e um sistema bizarro e incrível no qual a máquina canta um rap por meio de um sintetizador de fala usando objetos que o usuário fotografa com a câmera do celular.

publicidade