EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O veto a imigrantes muçulmanos pode ter sido derrubado pela Justiça, mas o governo norte-americano continua buscando formas de proteger suas fronteiras aplicando sanções a países do Oriente Médio. A novidade é que os EUA decidiram proibir dispositivos eletrônicos em voos partindo de países de maioria muçulmana.

Entre os países vetados estão Turquia, Jordânia, Egito e Arábia Saudita. Estão proibidos de embarcar em voos diretos desses países para os EUA passageiros portando qualquer equipamento eletrônico maior que um celular, seja um tablet, câmera, videogame portátil ou outros produtos semelhantes.

publicidade

A determinação partiu do Departamento de Segurança Nacional do governo norte-americano. Esses dispositivos estão proibidos em bagagens de mão, mas ainda podem ser portados se estiverem dentro das malas despachadas pelas companhias aéreas. O veto começa já a partir desta terça-feira, 21.

De acordo com o governo, produtos eletrônicos maiores do que um celular podem ser usados para esconder bombas de fabricação caseira. Além disso, o Departamento de Segurança Nacional dos EUA argumenta que voos internacionais já foram alvos de terroristas antes e podem voltar a ser no futuro.

Poucas horas depois, o Reino Unido também baniu eletrônicos de voos partindo do Oriente Médio, mas mirando em países diferentes. Na lista dos europeus, estão barrados também Líbano e Tunísia, entre outras companhias aéreas específicas.

Via Gizmodo

publicidade