EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Netflix finalmente conseguirá marcar presença no mercado chinês, um feito conquistado graças ao Baidu. Só que a empresa não abrirá sua plataforma de streaming no país asiático, como faz pelo resto do mundo, e sim licenciar conteúdo original através de um produto que, tecnicamente, seria seu rival: o iQiyi, que pertence ao Baidu.

Os termos e prazos do acordo não foram anunciados, então não se sabe os valores envolvidos e nem quando assinantes do iQiyi terão acesso aos programas da Netflix. Além disso, sequer foi informado quais produções estão incluídas.

publicidade

É possível supor apenas que “House of Cards” talvez fique de fora, porque a série já entrou na China por meio do Sohu, outro serviço de streaming, tornou-se fenômeno de audiência e acabou bloqueada por determinação de órgãos reguladores.

Faz anos que a Netflix vem tentando se infiltrar no mercado chinês, mas a tarefa é tão complexa, devido às questões restritivas do país, que o próprio CEO da companhia, Reed Hastings, admitiu no ano passado que a empreitada nem estava nos planos a curto prazo.

“A China é um mercado importante por razões óbvias; é também um mercado desafiador por razões óbvias”, ressaltou, em entrevista ao Hollywood Reporter, o vice-presidente de aquisição de conteúdo da Netflix, Robert Roy.

publicidade