O impensável aconteceu: Microsoft e Apple anunciaram nesta quinta-feira, 11, que a empresa da maçã lançará seu primeiro aplicativo na loja do Windows. O app em questão é o iTunes, que também permitirá integração com o Apple Music.

Pode parecer pouco, mas é uma vitória para a Microsoft. A empresa vem tentando há anos atrair grandes desenvolvedores para que lancem aplicativos em sua loja; este ponto é até mesmo considerado um dos principais motivos pelo qual o Windows Phone e o Windows 10 Mobile falharam em conquistar um público tão vasto como o do Android e do iOS.

publicidade

A conquista do iTunes é importante porque é um aplicativo de grande visibilidade e que também é um dos mais procurados na loja. Ele pode ser o chamariz para que outros grandes desenvolvedores façam o mesmo. Quem sabe a Adobe não lança o seu pacote de aplicativos voltados para criatividade como Photoshop, Illustrator e InDesign?

Trazer esses grandes nomes para a loja seria uma vitória para o Windows 10 S, o novo sistema simplificado anunciado no início do mês pela Microsoft, que só roda aplicativos baixados na Windows Store. Quanto mais apps existirem e quanto melhores eles forem, maior será o seu apelo.

No fim das contas, o sucesso do Windows 10 S também poderá ser o sucesso do tão especulado “Surface Phone”. Há muito se fala que a Microsoft quer voltar a criar celulares, mas que eles não serão parecidos em nada com o que existe no mercado atualmente de acordo com a própria empresa. Um dos prováveis diferenciais pode ser o seu uso como um PC, e uma Windows Store saudável é fundamental para que o aparelho tenha sucesso.