Quem nunca se pegou no trânsito pesado e imaginou quão mais fácil seria se fosse possível simplesmente passar por cima de todos os outros veículos na via para chegar mais rápido ao seu destino. Agora, o Cabify, um dos concorrentes da Uber no Brasil, oferece essa possibilidade com um serviço de helicópteros integrado ao aplicativo.

O serviço, inteligentemente batizado de CabiFly, estreou nesta terça-feira, 1º de agosto, como resultado de uma parceria entre a empresa de transporte e a Voom, que faz parte do setor de inovação da Airbus.

publicidade

Ao abrir o aplicativo, o usuário terá a opção de selecionar o CabiFly, que precisa ser reservado com antecedência, podendo variar entre 60 minutos e sete dias. Quando o usuário escolher a opção, ele será direcionado para o site da Voom, em que será possível concluir o agendamento do voo. A empresa promete valores 80% mais acessíveis do que um táxi aéreo convencional.

No entanto, mesmo com a promessa de corte de custos, o valor da viagem ainda é bem caro. Uma simulação rápida mostra que, do centro expandido de São Paulo, na região da Faria Lima, até o Aeroporto Internacional de Guarulhos, a viagem dura apenas 15 minutos (mais 60 minutos do agendamento), mas também custa cerca de R$ 500. Uma corrida da mesma região até o aeroporto não supera os R$ 90, e a viagem pode demorar uma hora.

Após realizar a reserva, um carro deverá buscar o usuário e levá-lo para o heliponto designado no agendamento. Neste ponto, o CabiFly é bastante similar ao UberCopter, serviço lançado pela Uber em São Paulo em 2016, mas que esteve em funcionamento experimental apenas por um mês.