A Netflix anunciou nesta segunda-feira, 7, que comprou a Millarworld, editora de quadrinhos dos EUA encabeçada pelo autor Mark Millar, que já escreveu histórias para gigantes como Marvel e DC Comics. Essa foi a primeira aquisição da história da Netflix, mas o valor da transação não foi divulgado.

Millarworld é o selo editorial que deu origem a filmes de sucesso em Hollywood, como “Kick-Ass”, “Kingsman” e “O Procurado”. Com a compra, a Netflix será dona de tudo o que a editora criar daqui para frente, podendo se tornar, em teoria, uma rival da Marvel.

publicidade

Os filmes baseados em quadrinhos da chamada “Casa das Ideias”, produzidos pelo Marvel Studios, que pertence à Disney, já formam uma das franquias mais rentáveis de Hollywood, atraindo a concorrência de estúdios como Fox (e seus filmes dos X-Men) e Warner (Mulher-Maravilha, Liga da Justiça).

Com a Millarworld, a Netflix também pode entrar no efervescente mercado de conteúdo baseado em HQs através de produções próprias. Vale lembrar que a companhia de streaming já tem uma parceria com a Marvel no desenvolvimento de séries originais, como “Jessica Jones”, “Demolidor” e a vindoura “Os Defensores”.

De acordo com a Millarworld, os filmes baseados em seus quadrinhos já renderam mais de US$ 1 bilhão em bilheteria. Segundo a Netflix, porém, o objetivo da compra é gerar filmes e séries originais para sua plataforma de streaming. Por enquanto, portanto, nada foi divulgado a respeito da participação da Netflix em futuras franquias levadas ao cinema.