Fazer atividade física não é uma tarefa fácil para algumas pessoas, por isso, quando o Pact lançou um aplicativo que pagava para você se exercitar e cobrava uma taxa quando você não completava a tarefa, muita gente se sentiu motivada.

No entanto, a empresa, aparentemente, não é muito boa em efetuar pagamentos. Conforme relata o Gizmodo, a Federal Trade Commission (Comissão Federal de Comércio norte-americana) está entrando com uma ação contra os desenvolvedores por trás do aplicativo por não cumprir seu acordo com os usuários.

publicidade

Um julgamento de US$ 1,5 milhão será parcialmente suspenso com base na aparente falta de fundos do Pacto, o FTC escreve, mas, ainda assim, o Pact será obrigado a pagar US$ 948.788 para clientes que foram prejudicados pela empresa.

O aplicativo tem um funcionamento bem simples e direto: o usuário pode definir uma meta como “Eu irei na academia por cinco dias seguidos”. Então, a pessoa precisa estabelecer uma quantia em dinheiro que ela estaria disposta a pagar caso não atingisse o objetivo; o aplicativo, por sua vez, determinava quanto de dinheiro ela ganharia se completasse a tarefa.

Em um primeiro momento, as pessoas tiveram uma boa experiência com o app, desde que foi lançado em 2012. No entanto, em julho desde ano a empresa encerrou suas atividades e ficou de pagar os usuários que ainda estavam utilizando a plataforma. Além de não pagarem as metas atingidas, o serviço continuou cobrando dos usuários as taxas por não completarem os exercícios.