EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A CIA liberou nesta quarta-feira, 1 de novembro, uma leva de arquivos encontrados nos computadores do esconderijo em Abbottabad, no Paquistão, onde Osama bin Laden foi encontrado e morto durante uma operação militar realizada em 2011.

Com essa liberação, 470 mil arquivos encontrados no computador, totalizando mais de 300 GB de informação, agora estão acessíveis publicamente no site oficial da CIA. Segundo a agência, a divulgação dos arquivos, que incluem cartas, vídeos e arquivos de som relacionados à Al-Qaeda, “proporciona a oportunidade ao povo americano de ganhar mais conhecimento dos planos e do funcionamento desta organização terrorista”, diz um comunicado assinado pelo diretor Mike Pompeo.

publicidade

Entre os arquivos há aquilo que todos já esperam encontrar no computador de um terrorista, como um vídeo de decapitação de um refém americano e um guia de táticas de guerrilha que parece ter sido publicado pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos.

Chama a atenção, no entanto, algumas coisas que ninguém esperaria encontrar no computador de alguém como bin Laden. Um exemplo é o vídeo “Charlie Bit My Finger”, um dos maiores virais da história do YouTube, que mostra nada além de uma criança tristonha após seu irmão menor morder seu dedo. Também consta entre os documentos episódios de “Tom e Jerry” e vários filmes de Hollywood.

A CIA, no entanto, afirma que nem todos os documentos encontrados estão disponíveis para download. O material vetado inclui pornografia, conteúdo protegido por direitos autorais, e, obviamente, os arquivos que “atrapalham diretamente os esforços para manter a nação segura”.

Por fim, a agência faz o aviso a quem estiver interessado em baixar esses arquivos de que eles podem conter material explícito e perturbador e que eles pertenciam a uma organização terrorista, então não há garantia de que estejam totalmente livres de malware.

publicidade