EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Broadcom, uma das principais fornecedoras de peças da Apple, está considerando comprar a fabricante de chips Qualcomm por mais US$ 100 bilhões, segundo informações da Bloomberg.

Fontes familiarizadas com as negociações afirmam que a companhia já está consultando os conselheiros e que a oferta, de cerca de US$ 70 por ação, provavelmente será feita nos próximos dias.

publicidade

Após a possibilidade de negócio ser ventilada, as ações da Qualcomm subiram 19%, em sua maior movimentação desde outubro de 2008. Os papeis fecharam em US$ 61,81, valorizando a empresa em US$ 91 bilhões. Já a Broadcom teve alta de 5,5%, para uma avaliação de mercado de cerca de US$ 112 bilhões.

A aquisição pode ser positiva para a Qualcomm, que está enfrentando uma batalha jurídica com a Apple.