EnglishPortugueseSpanish

O fórum HDMI, organização por trás do padrão de interfaces de vídeo de alta qualidade, lançou hoje (pdf) a especificação HDMI 2.1, que será a próxima versão da interface. Cabos certificados com essa nova especificação serão capazes de transmitir vídeos em resoluções até 10K (10.240 por 4320 pixels, equivalente a vinte telas Full HD ou quatro telas 5K) com alto alcance dinâmico de cores (HDR).

Além de suportar vídeos nessa resolução, o padrão também poderá exibir vídeos em resoluções mais modestas com uma taxa de quadros melhor. Ele será capaz, por exemplo, de transmitir vídeo 8K a 60 quadros por segundo, e vídeo 4K a 120 quadros por segundo. No total, ele permite uma taxa de transferência de dados de até 48 Gbps – cerca de 6 gigabytes por segundo, ou mais de um filme em resolução HD por segundo.

publicidade

Fora essas capacidades, outros destaques da especificação 2.1, segundo o fórum, serão uma interferência eletromagnética excepcionalmente baixa (o que impede que o cabo interfira na transmissão de outros dados) e compatibilidade com as versões anteriores da especificação. Ou seja, se a sua TV for HDMI 2.1 mas o seu cabo for HDMI 1.4, ela funcionará – mas não será capaz de transmitir imagens no máximo de qualidade, pois o cabo acabará sendo um gargalo.

A imagem abaixo ajuda a dar uma ideia do que a resolução 10K significa (comparando com outras resoluções mais populares):

Reprodução

Outros limites

publicidade

Como o The Verge aponta, porém, o maior limite que a interface HDMI 2.1 vai enfrentar no futuro próximo é a falta de conteúdo. Imagens em 8K ainda são raríssimas, então encontrar algo para assistir em resolução 10K não vai ser fácil. O site destacou, no entanto, que já existe ao menos um vídeo disponível no Vimeo com essa resolução. Se você quiser vê-lo, pode acessar este link, mas por enquanto você não vai conseguir aproveitar a resolução máxima.

Por esse motivo, o lançamento da nova especificação nesse momento parece mais ser uma medida de precaução com o futuro e de dedicação a alguns mercados muito específicos. Afinal, mesmo as telas com resolução 4K ainda estão longe de ser comuns. Mas a capacidade de transmitir vídeo em resolução 4K a taxas acima de 60 quadros por segundo deve chamar a atenção dos gamers mais exigentes.

Essa tecnologia, no entanto, ainda está muito no começo. Com o lançamento anunciado hoje, os fabricantes de TVs, monitores e outros displays poderão começar a incluir a especificação em seus novos produtos. Portanto, ainda deve levar pelo menos alguns meses para que o novo padrão chegue aos consumidores. É possível que demonstrações da nova tecnologia já apareçam na CES 2018.