EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Samsung anunciou um novo processador que promete trazer muitas funcionalidades aos intermediários da empresa como as linhas Galaxy A e J. Batizado de Exynos 9610, o chip chega com uma arquitetura de 10 nanômetros similar à presente no Galaxy S9. A nova peça permitirá ainda a criação de telefones mais baratos com super câmera lenta e com inteligência artificial para processamento de imagens.

Embora ainda não esteja presente em nenhum celular, o Exynos 9610 traz alguns indícios do que pode vir nos próximos intermediários da empresa. Para começar, o componente promete oferecer um menor consumo de energia, uma vez que arquitetura de 10 nanômetros é mais eficiente do que as convencionais. Para se ter uma ideia, trata-se de uma construção similar às dos chips presentes no Galaxy S8 e S9.

publicidade

Além da bateria, a câmera dos smartphones também devem ganhar melhorias. O Exynos 9610 traz uma rede neural focada na detecção de faces, em desfoque a partir de uma câmera única e baixas condições de luz. Em outras palavras, é provável que os próximos intermediários cheguem com um modo retrato que dispensa o uso de câmera dupla tal qual o Google Pixel 2. A Samsung afirma ainda que o chip será capaz de detectar até mesmo face parcialmente completa, como no uso de um chapéu.

ReproduçãoJá no quesito vídeo, o processador suporta gravação em câmera lenta Full HD (1080p) a 480 quadros por segundos (fps) ou em 4K a 120 fps. Ainda é metade do que a câmera do Galaxy S9 e seus 960 fps em gravações Full HD, mas a taxa de quadros é a mesma para gravações em Ultra HD (2160p).

Partindo para as características técnicas, o Exynos 9610 possui oito núcleos, sendo quatro Cortex A73 de 2,3 GHz e quatro Cortex A53 de 1,6 GHz. Já o processamento gráfico conta com um ARM Mali-G72, a mesma tecnologia usada no Galaxy S9. Por fim, há ainda o suporte internet 4G de até 600 Mbps, Wi-Fi MIMO 2×2, Bluetooth 5.0 e rádio FM.

De acordo com a Samsung, o novo processador entrará em produção em massa a partir do segundo semestre deste ano. Ou seja, os primeiros modelos com o chip só devem chegar nas festas de fim de ano ou em 2019, como nos sucessores do Galaxy A8, conforme publicou o Android Central.

publicidade