A LG está de olho no competitivo mercado de celulares intermediários. A empresa atualizou a linha Q com três novos aparelhos: o Q7, o Q7+ e o Q7α. Todos são razoavelmente parecidos externamente, contando com tela de 5,5 polegadas com proporção 18:9 e resolução Full HD+ (2160×1080).

O que realmente diferencia os três aparelhos está na parte de dentro. A LG não deu detalhes sobre quais processadores equiparão qual celular, explicando apenas que há duas opções de chipsets: um octa-core de 1,5 GHz e outro, também de oito núcleos, com 1,8 GHz. O modelo não foi especificado.

publicidade

Fora isso, o Q7+ conta com 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento, com câmera traseira de 16 megapixels, enquanto na frente do aparelho há um sensor convencional de 8 megapixels ou grande-angular de 5 MP. O Q7 simples terá 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, sensor traseiro de 13 MP e câmera frontal de 8 MP ou grande-angular de 5 MP. Por fim, o Q7α tem os mesmos 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento do Q7, 13 MP na parte traseira, mas apenas um sensor grande-angular de 5 MP na frente.

Os aparelhos contam com um modo retrato, os recursos de câmera QLens, áudio Hi-Fi e uma entrada de fone de ouvido, que se tornou raridade, além da ausência do infame entalhe no topo da tela que virou moda depois do iPhone X, com resistência a água e poeira. Todos os aparelhos saem de fábrica com o Android 8.0 (Oreo) e um leitor de impressões digitais na traseira.

A LG faz a ressalva de que a disponibilidade dos celulares podem variar em diferentes mercados. Assim, não há como garantir quais desses aparelhos serão lançados no Brasil. O preço dos smartphones também ainda não foi definido.