EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Lar de invenções e experimentos dos mais diversos, a incubadora de startups Area 120, do Google, lançou nesta semana uma espécie de Waze, mas focado nas linhas de metrô. O app, chamado Pigeon, está disponível na App Store do iOS, mas ainda tem uso restrito a convidados e cobre, por ora, apenas a bagunçada malha metroviária de Nova York.

A ideia é basicamente a mesma do aplicativo para o trânsito: ajudar as pessoas a localizarem o melhor caminho para chegar ao destino. Em locais com poucas linhas — cidades brasileiras como Porto Alegre e Belo Horizonte —, a solução pode não fazer muito sentido. Mas a proposta faz toda a diferença em uma zona como a nova iorquina ou mesmo, quem sabe, a de São Paulo, em que as integrações e estações de metrô se misturam às de trens

publicidade

No caso de Nova York, um usuário pode usar o aplicativo para reportar a situação das linhas, além de incidentes pontuais nas estações e as áreas em que há maiores concentrações de pessoas, exatamente como no Waze. Assim, quem acessa o mapa do app pode checar a melhor rota para chegar ao destino, fugindo de aglomerações e eventuais defeitos.

No Brasil, não é incomum que essa função seja desempenhada por perfis colaborativos no Twitter e no Facebook, que cobrem também as linhas de trem e de ônibus em grandes capitais. Não há previsão de expansão do app para outros países e sistemas de transporte público, mas, se isso acontecer, a ferramenta pode vir a ser um bom complemento a esses perfis nas viagens dos brasileiros.