EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Se você usa o Firefox, ou se não usa, mas se preocupa com privacidade, aqui vai uma notícia interessante. A partir de 2019, todos os navegadores da empresa bloquearão scripts de monitoramento como padrão, o que deve dificultar consideravelmente o rastreamento da atividade online por anunciantes e empresas. 

A Mozilla sempre bateu na tecla da privacidade na internet, e tem dado alguns passos interessantes para melhorar esse aspecto do Firefox. Um exemplo foi o lançamento do aplicativo Firefox Focus para Android, uma versão mais simplificada do navegador que bloqueia publicidade e todo tipo de rastreador online, além de limpar todos os dados de navegação após ser fechado. Parece ser o caminho adotado pela Mozilla para seus outros navegadores no ano que vem. 

publicidade

Existem alguns motivos para essa decisão, e alguns deles vão além da questão da privacidade. Ao tentar acessar um site, a página demora mais para carregar por causa dos scripts de rastreamento embutidos, tornando a web mais lenta. Além disso, também é uma questão de segurança: muitas vezes essas informações são coletadas sem qualquer cuidado e acabam dando as caras quando acontecem os grandes vazamentos, causados pelo cibercrime ou por descuido de empresas. 

A fundação explica que as novas funções já estão disponíveis para quem quiser testar no Firefox Nightly, a versão experimental do navegador. Para quem não quer se aventurar, basta esperar pela versão 65 do Firefox, prevista para ser lançada em janeiro de 2019.