EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Designers de uma empresa de marketing criaram uma fonte gratuita chamada “Times Newer Roman”. A tipografia é basicamente igual à da Times New Roman, mas cada caractere é de 5% a 10% mais largo do que a sua contraparte na fonte clássica.

A obra é da empresa Mschf, uma startup de marketing digital especializada em experiências online como o Tabagotchi, uma extensão para Chrome que gera uma espécie de “bichinho virtual” que se alimenta de abas do navegador.

publicidade

Segundo os criadores da nova fonte, é preciso usar 6.680 palavras para preencher um texto de 15 páginas, espaçamento 1 e fonte tamanho 12 com a Times New Roman. Mas com a Times Newer Roman, são necessárias 5.833 palavras.

Ou seja, a Times Newer Roman precisa de 13% menos palavras do que a Times New Roman para um documento de 15 páginas. A fonte está disponível de graça em formato OTF e com suporte às variações negrito, itálico e negrito-itálico.

Reprodução

Como reportou o The Verge, que descobriu a nova fonte, a ideia é mesmo “hackear” teses, resenhas e outros documentos exigidos no trabalho ou em apresentações da escola, faculdade ou pós-graduação, atendendo às exigências do professor ou chefe com menor número de palavras.

publicidade

Apesar do nome, a Times Newer Roman não é realmente baseada na Times New Roman. Como esta é uma fonte licenciada, os designers da Mschf se basearam na Nimbus Roman No.9 L (1), uma tipografia gratuita e de código aberto criada para imitar a TNR original.

Vale lembrar também que a nova fonte só é eficiente para documentos longos ou que precisem ser entregues por PDF ou em papel. Se você enviar o documento digital para uma pessoa que não tem a Times Newer Roman instalada, o editor de texto usado por ela vai exibir uma fonte genérica.