EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Lançado em 1994, o PlayStation é um dos consoles mais bem sucedidos da história: com mais de 100 milhões de unidades vendidas, ele colocou a estreante Sony na liderança da indústria de games e iniciou uma linha que, quase 25 anos depois, continua sendo uma das mais populares do mundo dos jogos.

A Sony agora vai relançar o primeiro console em uma versão reduzida. O PlayStation Classic não vai rodar jogos em CD, mas vai contar com 20 títulos na memória. Até agora, a fabricante japonesa não confirmou quais serão todos os jogos disponíveis, então o Olhar Digital separou alguns games que certamente fariam muito fã do console feliz.

publicidade

Confira abaixo 10 jogos que gostaríamos de ver no PlayStation Classic, ou até em uma versão futura do mini-console:

Metal Gear Solid

É difícil falar em PlayStation sem citar “Metal Gear Solid”: a obra-prima de Hideo Kojima foi lançada em 1998 e não existia nada minimamente parecido com ele na época. Um jogo extremamente cinematográfico com história bem desenvolvida (embora absurda em muitos momentos), personagens com motivações para todas as ações, e também um sistema de furtividade que premiava jogadores que conseguiam infiltrar uma base militar isolada do mundo sem serem notados por seguranças. Um clássico que definiu uma geração e que não pode ficar de fora de uma versão clássica do console.

publicidade

Gran Turismo 2

O segundo episódio da série de simuladores de corrida da Polyphony Digital quase não parecia um jogo de PlayStation: com gráficos bastante detalhados e realismo pouco visto no console, ele também tinha inteligência artificial avançada e muito mais conteúdo do que o antecessor, contando com centenas de carros e pistas. Por ser um jogo publicado pela própria Sony e um dos mais aclamados pelos fãs do console, é difícil imaginar que ele fique de fora da lista final – e, se ficar, vai ser uma grande perda para o PlayStation Classic.

Tony Hawk’s Pro Skater (1 ou 2)

Parece difícil de acreditar hoje em dia, mas na virada do século um dos mais populares games era um simulador de skate: “Tony Hawk’s Pro Skater” contava com atletas reais, trilha sonora típica dos praticantes de skate com muito ska, hardcore e hip hop, e uma jogabilidade que era simples o suficiente para ser acessível e profunda o suficiente para ser difícil de dominar. Mesmo que a série tenha perdido força ao longo dos últimos 20 anos, é inegável que “Tony Hawk’s Pro Skater” é um dos títulos mais marcantes do primeiro PlayStation, e seria excelente se a Sony incluísse qualquer um dos dois primeiros games na versão clássica do console.

Silent Hill

Na esteira do sucesso de “Resident Evil” veio “Silent Hill”: a desenvolvedora japonesa Konami conseguiu criar um jogo até mais aterrorizante do que a franquia da Capcom. O game se passa em uma cidade chamada Silent Hill, e o protagonista Harry Mason precisa encontrar a sua filha adotada. Com múltiplos finais que variam dependendo de ações do jogador, o game foi extremamente bem recebido na época e deu início à franquia de sucesso também nos cinemas. A Konami não parece interessada em criar um novo jogo da série, então seria bom se ao menos a versão original pudesse ser jogada novamente no PlayStation Classic.

Syphon Filter

“Syphon Filter” se destacou quando foi lançado em 1999 por seu enredo imersivo e gameplay que misturava ação em terceira pessoa com furtividade e solução de quebra-cabeças. O game deu início a uma série que, após diversos episódios que não conseguiram reproduzir as características de destaque do original, acabou sendo abandonada. O PlayStation Classic pode ser uma boa oportunidade para fãs antigos revisitarem o game, e quem sabe algumas pessoas mais novas enfim conhecerem o excelente game de ação do console.

Castlevania: Symphony of the Night

Lançado em 2D em uma época em que jogos que não eram tridimensionais não eram muito bem aceitos, “Symphony of the Night” era tão bom que se tornou um dos jogos mais aclamados não só do PlayStation como da série “Castlevania” como um todo. Na pele de Alucard, o jogador precisa explorar um castelo imenso e cheio de segredos até derrotar o conde Drácula. Um dos jogos que definem o que foi o primeiro console da Sony, é difícil imaginar que ele fique de fora da versão clássica.

Crash Team Racing

A trilogia de “Crash Bandicoot” já foi relançada para os consoles atuais, mas o game de corrida com personagens da série ainda não. E “Crash Team Racing” seria uma excelente opção de multiplayer no aparelho, oferecendo corridas cheias de itens e obstáculos para duas pessoas simultaneamente. Ou então um modo aventura bem divertido caso o jogador prefira aproveitar sozinho. De qualquer forma, “Crash Team Racing” é uma excelente adição ao catálogo do PlayStation Classic e vai fazer muita falta se ficar de fora da lista final.

Dino Crisis

Criado pela mesma equipe responsável por “Resident Evil”, “Dino Crisis” substituía zumbis por dinossauros. O game foi bastante elogiado pelo combate intenso, gráficos avançados e mais, e acabou dando origem a uma série com outros dois episódios que, infelizmente, não atingiram a mesma qualidade do original. A Capcom parece ter esquecido da série, mas os fãs do PlayStation certamente se lembram dela, e talvez esse seja um bom momento para o game voltar a ser lançado.

Driver 2

Depois do sucesso do primeiro “Driver”, a Reflections Interactive e a Infogrames decidiram produzir uma sequência, e a principal novidade era a possibilidade do personagem deixar um veículo e andar pelas ruas da cidade. Além de um modo história com uma série de missões, o jogo também oferece um modo aberto para o jogador explorar as diversas cidades disponíveis da maneira como desejar – incluindo o Rio de Janeiro.

Final Fantasy Tactics

Um episódio da série de RPGs japoneses já está confirmado, mas seria ótimo se outro game da franquia também aparecesse no PlayStation Classic. “Final Fantasy Tactics” mistura elementos de RPG com estratégia por turnos e ainda conta com uma história bastante interessante, embora confusa em muitos momentos. Apesar de não ser tão lembrado quanto outros episódios da franquia, “FF Tactics” é frequentemente citado em outros games da série – “Final Fantasy XII”, por exemplo, se passa no mesmo mundo de Ivalice introduzido no RPG tático. Um clássico que merece ser jogado novamente por quem já conhece, e também pelas novas gerações que não experienciaram o game na época do lançamento.