A Amazon Studios, braço de produção de séries e filmes da empresa de Jeff Bezos, fechou um contrato de exclusividade com Neil Gaiman. O autor, responsável por alguns clássicos como “The Sandman” e “Coraline”, já tem dois projetos de adaptações encaminhados no Amazon Prime Video: a segunda temporada de “American Gods”, baseado no livro “Deuses Americanos” e cuja produção deve ser assumida pela Amazon, e a série “Good Omens”, relacionada ao romance “Belas Maldições”.

Segundo reportagem da Variety, os valores da negociação não foram divulgados no anúncio, feito pela chefe da Amazon Studios, Jennifer Salke, em um evento em Londres. Mas não deve ter sido pouco, já que a empresa tem investido pesado para produzir conteúdo próprio.

publicidade

No ano passado, a empresa fechou um acordo de supostos 250 milhões de dólares para preparar a adaptação em série de “Senhor dos Anéis”. Além disso, Gaiman já tinha um contrato com outra produtora, a Freemantle, que parece ter sido deixado para trás.

Mas independentemente do preço, a parceria com o autor deve reforçar ainda mais o catálogo do serviço de streaming da companhia de Bezos, que tem cada vez mais batido de frente com a Netflix – como já até tratamos aqui.

O conteúdo que sairá desse acordo com o autor é promissor, vale dizer: a primeira temporada de “American Gods” agradou bastante público e crítica. A série tem médias 8,1 no IMDB, 77 no Metacritic e 92% no Rotten Tomatoes, todos sites agregadores de notas.

Ainda não há, no entanto, previsão de estreia da segunda temporada da série, que passou por alguns percalços na produção, como lembrou a Variety. Enquanto a Amazon organiza as peças, ao menos “Good Omen”, que já foi produzido pelos estúdios da empresa, já tem chegada garantida no Amazon Prime Video em 2019.