Redes sociais como Facebook e Twitter são amplamente usadas para fins de propaganda política: seja na distribuição de notícias falsas, ou com bots que direcionam discussões com hashtags e outras coisas. O Twitter agora divulgou um documento com cerca de 10 milhões de tuítes enviados na sua plataforma e que, de acordo com a empresa, foram bancados com dinheiro estatal da Rússia e do Irã.

Das 10 milhões de mensagens, 90% vem de 3,8 mil contas ligadas à agência russa Internet Research Agency, bancada com dinheiro do governo local. O restante – cerca de 1 milhão de tuítes – estão vinculadas a 770 contas patrocinadas pelas autoridades iranianas. Os posts foram feitos entre 2013 e 2018.

publicidade

Os tuítes divulgados variam de mensagens aparentemente normais, de usuários comentando assuntos diversos, a posts com teor político, com retuítes de líderes mundiais e compartilhamento de artigos de sites extremistas.

Em um post em seu blog oficial, o Twitter explicou a decisão de oferecer as mensagens para pesquisadores que estiverem interessados em estudar o comportamento e possíveis manipulações políticas a partir da rede social.

“Está claro que operações de informação e comportamento inautêntico coordenado não vão parar. Essas táticas existem desde a criação do Twitter – elas se adaptam e mudam conforme a geopolítica evolui ao redor do mundo e novas tecnologias surgem”, diz o post. “Do nosso lado, estamos comprometidos em entender como atores de má-fé usam nossos serviços.”

Os dados podem ser obtidos a partir deste link.