EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Microsoft está entrando no mundo do streaming de vídeo através do LinkedIn rede social corporativa comprada pela criadora do Windows em junho de 2016. O serviço ficará disponível para todo os 600 milhões de usuários da plataforma. No momento, apenas residentes dos EUA que forem convidados podem testar a novidade, que chega quase 18 meses após o LinkedIn receber suporte para reprodução de vídeos.

Batizado de LinkedIn Live, a funcionalidade vai focar no streaming de eventos, conferências, cerimônias de premiação, anúncios de produtos e até mesmo sessões de perguntas e respostas sobre determinados assuntos. A Microsoft está ajudando no suporte do LinkedIn Live através de um de seus serviços de cloud computing – o Azure Media Services – fornecendo tecnologia de codificação para transmissões ao vivo.

publicidade

Pete Davies, diretor de gerenciamento de produto do LinkedIn disse, em entrevista ao TechCrunch: “Vídeo é o novo formato que está ganhando espaço em nossa plataforma agora, e é o que as pessoas estão mais falando sobre”, e completa “O Live tem sido o recuso mais requisitado.”

Não foi revelado quando a funcionalidade ficará disponível para todos os usuários do site. Ainda que o LinkedIn Live venha a enfrentar fortes concorrentes como o Facebook, Twitter, Youtube e Instagram, que já contam com esse recurso de transmissão ao vivo, o público que a rede social quer atingir é, claramente, diferente, muito mais focado em empresas e eventos corporativos. Logo, o conteúdo também será direcionado a esse perfil. E com mais de meio bilhão de usuários ativos, podemos dizer que a rede social nada sozinha neste nicho. 

VIA: The Verge

publicidade