EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Lego anunciou sua inédita linha de conjuntos de construção baseada em realidade aumentada (AR), o Lego: Hidden Side. A novidade será lançada no meio do ano, e vai juntar as peças de plástico a um aplicativo de telefone e uma narrativa fictícia incessante, dando vida às suas edificações.

O enredo de Lego Hidden gira em torno dos estudantes Parker e Jack, que investigam ocorrências sobrenaturais na pequena cidade de Newbury. Os primeiros cenários de construção, uma escola secundária e um cemitério, no mínimo, insinuam uma história de terror urbana. Eles ganham vida ao interagir com o aplicativo pela câmera do celular, revelando segredos como, por exemplo, uma infestação de fantasmas. Confira o vídeo da tecnologia em funcionamento:

publicidade

Isso não significa, porém, que, o jogo se resume a tocar seu dedo na tela. Na exploração dos mistérios com os personagens, o uso do cenário físico é indispensável para abrir portas, girar botões e até abrir túmulos, desvendando vários recursos.

Cada cenário, uma vez montado, é reconhecido pelo app por sua forma geral; embora não precise corresponder exatamente, o programa procura um perfil exclusivo para saber quais atividades precisam ser carregadas. As ações podem ser feitas com uma mão só para quem joga sozinho, mas é possível explorar em conjunto, cada um responsável por uma tarefa.

Essa não é a primeira ação da Lego com AR, mas é a primeira linha projetada do zero a partir dessa ferramenta. A Lego quer que Hidden Side seja mais um serviço, do que um jogo com começo, meio e fim, o que indica que será constantemente atualizado com novas missões.

publicidade

A história deve ser necessariamente acessada pelo app, que é gratuito e será lançado simultaneamente para Android e iOS. O aplicativo não vai salvar nenhuma informação na sua conta, e sim no aparelho, por medidas de proteção às crianças.

De acordo com o Cnet, os primeiros kits de cenários serão lançados a preços que variam entre US$ 20 e US$ 130.