EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Google tem passado por momentos difíceis na segurança de sua loja de aplicativos. Em consequência de ataques recentes de hackers, que invadem celulares de usuários por meio de apps baixados na Play Store, a gigante das buscas aumentou suas defesas. Uma das mudanças vai ser um alerta aos usuários que tentarem instalar aplicativos de fonte que não estejam no nível 26 da interface de programação de aplicativos (API) do Android ou superior. 

Hackers muitas vezes se aproveitam de versões antigas de softwares para invadir dispositivos, já que suas barreiras de segurança são menos consistentes. Portanto, quando um aplicativo recentemente atualizado não está direcionado para funcionar no Android Oreo (ou superior), um alerta deve aparecer na tela para informar que o download pode ser perigoso. 

publicidade

Além da segurança, a novidade deve incentivar os desenvolvedores a manterem sempre seus apps em dia com as atualizações. Afinal, o aviso pode levar à desistência do download, o que não é bom para o criador do aplicativo. 

Essa mudança pode atrapalhar o funcionamento de apps baixados de lojas alternativas como as da Xiaomi ou da Huawei — que são fortes concorrentes da Play Store. E mais: pode afetar o funcionamento de programas de sideload, caso do famoso Fortnite.

A situação deve ficar ainda mais rigorosa: para novos aplicativos da Play Store receberem atualizações em 2020, os desenvolvedores precisarão mirar no nível de API 28 ou superior — o Android 9 Pie. Como o Google controla a Play Store, pode lidar diretamente com os desenvolvedores que não estiverem em conformidade.

Fonte: Andorid Authority

publicidade