As pessoas desativam suas contas em rede social por diversos motivos, seja para dedicar um tempo a si mesmo, ou até por estar cansado de ficar rolando pelo feed sem nenhum propósito. No entanto, ao que tudo indica, você sai de uma rede social, mas a rede social não, assim como aquele desodorante, não te abandona. Pelo menos esse parece ser o caso do Facebook que continua coletando dados a seu respeito mesmo quando a sua conta já não está mais funcionando.

O Facebook admitiu que só remove permanentemente os dados dos usuários que deletam suas contas para sempre, o que é diferente de desativar o perfil. Eles alegaram que mantem esses dados caso a pessoa se arrependa e queria voltar a usar a rede social. Assim, o site pode continuar oferecendo anúncios relevantes ao interesse do usuário.

publicidade

Em sua política de privacidade, o Facebook explica que a desativação é apenas um passo para a completa eliminação da conta, mas não informa sobre essa coleta de dados que eles continuam realizando. O CEO do sistema de buscas DuckDuckGo, Gabriel Weinberg disse que “a maioria das pessoas espera que pouca ou nenhuma informação seja coletada durante o período de desativação”, e completou: “Desativar quer dizer parar de operar, você não espera que ele continue funcionando neste período.”

O Facebook já rastreia pessoas online, mesmo que não estejam logadas ou não tenham uma conta na rede social, através de ferramentas como o Facebook Pixel e plugins de compartilhamento dentro de sites. Esse botão está presente em mais de 275 milhões de páginas da internet. Essa coleta permite que anunciantes vejam que tipo de conteúdo você está vendo.

O Facebook teve um 2018 dos mais difíceis, envolvido em alguns escândalos gigantes de privacidade, envolvendo os dados de seus usuários, como foi o caso do Cambridge Analytica. Caso seja confirmado essa prática da coleta de informações em perfis desativados, a rede social pode sofrer as implicações legais. O Departamento Jurídico da empresa definitivamente não tem uma folga.

VIA: Cnet