A Microsoft decidiu fornecer os Adaptive Controllers do Xbox para centros de reabilitação de veteranos de geurra nos Estados Unidos. A empresa fechou uma Departamento de Assuntos de Veteranos dos EUA para fornecer 22 centros de reabilitação com os controles adaptados para pessoas com deficiência. 

O controle foi anunciado no ano passado como uma forma de tornar o acesso a videogames mais fácil a pessoas com algum problema motor que impeça a movimentação de mãos e braços, contando com dois grandes botões programáveis e 19 conectores que podem ser ligados a vários acessórios distintos. O dispositivo chegou a estrelar o comercial da empresa no Super Bowl, início deste ano, e agora será usados em atividades terapêuticas e de reabilitação para os veteranos de guerra.

publicidade

Os controlesforam projetados para melhorar a coordenação motora e visual, a ativação muscular, além de promover atividades de socialização, e devido ao fato de jogos eletrônicos serem uma atividade bastante popular nas forças armadas dos EUA, a parceria se mostrou um ajuste natural.

Reprodução

O Xbox Adaptive Controller estreou no final do ano passado por US$ 99 como um controle, como o nome indica, de Xbox, mas não significa que ele será para sempre exclusivo da plataforma da Microsoft. “Acho que o pedido número 1 nos feedbacks que recebemos é ‘desejamos que todas as plataformas o apoiem’”, revela Phil Spencer, chefe da divisão de jogos da Microsoft. Isso é algo que a Microsoft quer resolver, mas não possui o software que roda nos consoles PlayStation da Sony ou no hardware do Switch da Nintendo.

“Nossas conversas com outras plataformas sobre o suporte aos controles adaptados foram positivas”, diz Spencer. “Conversamos com a Valve sobre isso, com a Nintendo e a Sony. Isso não é algo que eu sinto que nos fará mover montanhas. Minha esperança é que seja só questão de tempo”.

Por enquanto, a Microsoft está procurando entender melhor como o seu Adaptive Controller funciona para veteranos e melhorá-lo para o futuro. “Queremos obter o feedback sobre como funciona, no mercado”, explica Spencer. “Fizemos um monte de investigações enquanto construíamos, pesquisas de usuários e equipes, todos os meses”.

A companhia trabalhou com vários grupos de terapia ocupacional, mas a parceria direta com os veteranos é um passo maior. Eles mesmos poderão usar os controladores para eventos esportivos, como o National Veterans Wheelchair Games. A esperança é que a iniciativa da Microsoft convença outras empresas a fazer o mesmo e nivelar o campo de jogo para os bilhões de pessoas no mundo que experimentam algum tipo de deficiência.