Faz mais ou menos um ano desde que a Geometry OU lançou o Kiwi, um navegador baseado no Chromium e no Webkit, cujas principais funções incluiam modo escuro, reprodução de vídeo do Youtube em pop-up, bloqueador de anúncios, criptomoedas e rapidez no funcionamento. O browser ganhou muita popularidade no Android, mas, a Google Play Store decidiu eliminar o aplicativo da sua loja. 

A explicação do Google foi de que o Kiwi fazia “uso inadequado do dispositivo em que estava instalado e da rede”, alegando que a empresa não permite que aplicativos não autorizados interfiram no aparelho do usuário ou em outros servidores, redes e interfaces. Assim como, impede o funcionamento de apps que interrompam ou causem danos aos elementos citados acima e também aqueles que acessam celulares e redes de forma não autorizada. 

publicidade

Contudo, de acordo com a resposta do desenvolvedor ao Google, o Kiwi funciona como qualquer outro navegador padrão. A Geometry OU disse que aplicativo se comporta exatamente como o navegador Brave, que tem 10 milhões de downloads.

Assim, como o motivo da exclusão não está totalmente claro, alguns usuários começaram a especular que a última atualização, que adicionou extensões do Chrome, tem a ver com a decisão dos administradores da Play Store. As extensões disponíveis diferem daqueles presentes em outros navegadores, porém são as mesmas disponíveis na Chrome Web Store, ou seja, as mesmas que o Chrome usa para desktop.

 O desenvolvedor se defende afirmando que “como o Firefox ou o Yandex, nosso produto permite a instalação de extensões (que são aprovadas pelo Google)”. Contudo, ele é uma exceção quanto à adição dessas extensões, mesmo entre navegadores baseados no Chrome, como o Brave. 

Portanto, uma hipótese é a de que como o Kiwi conseguiu liberar essas extensões, essa seja a razão pela qual a Play Store baniu o navegador de sua loja. Apesar de fazer sentido, a teoria tem um furo, visto que o Yandex, um browser para Android, também utiliza das mesmas extensões.

Você pode continuar fazendo o download do Kiwi através do APK Mirror e do XDA Labs, mas não existe data para o retorno do navegador para a Google Play Store. 

Via: Xataka Android