Em um estudo realizado pela organização não governamental Avaaz, foi identificado mais de 500 contas de extrema-direita no Facebook que estavam sendo usadas para compartilhar notícias falsas e mensagens de supremacia branca na França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Polônia e Espanha. As contas identificadas foram eliminadas pela rede social e algumas delas, chegavam a ter mais de 6 milhões de seguidores que ajudavam na disseminação de Fake News. Juntas as páginas somavam mais de 533 milhões de visualizações em três meses. O Facebook nos últimos anos vem aprimorando e deixando a sua política de navegação, cada vez mais rígida em relação ao compartilhamento de informações falsas, mesmo assim, isso não impede que esse tipo de conteúdo seja compartilhado por diversas pessoas. Agora, uma outra investigação está sendo realizada e está acompanhando páginas bem maiores, com mais de 26 milhões de seguidores, e que são suspeitas de expor informações enganosas na rede.

publicidade