EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Huawei informou nessa sexta feira (14) que seu telefone dobrável, o Mate X, será lançado apenas em setembro, um pouco depois do que havia sido programado. Após testes extras realizados com o intuito de evitar um desastre semelhante ao que a Samsung passou com o rival, o Galaxy Fold, a empresa decidiu que o mais seguro é adiar a data.

Um porta-voz da gigante de tecnologia chinesa disse à CNBC que ela está tentando lançar o Huawei Mate X globalmente, concentrando-se em mercados que possuem a rede 5G e que um erro seria fatal. “Não queremos lançar um produto para destruir nossa reputação”, disse. Ele ainda apontou que a empresa está fazendo testes adicionais com operadoras de telefonia móvel em todo o mundo e desenvolvedores, para garantir que seus aplicativos funcionem quando o dispositivo no modo tablet.

publicidade

O Mate X foi revelado em fevereiro, mas ainda não está à venda. Inicialmente, a data de lançamento era em abril desse ano, mas a mídia chinesa informou que, eventualmente, a chegada poderia ser postergada. A abordagem cautelosa surgiu depois que o dispositivo dobrável da Samsung, o Galaxy Fold, começou a quebrar quando testado pella imprensa norte-americana em abril. Algumas das operadoras que vendem esse dobrável cancelaram as pré-encomendas que os consumidores já haviam feito.

Por outro lado, o The Verge apontou em seu site que maior problema para a Huawei, não é necessariamente a confiabilidade da tecnologia dobrável, relativamente não testada, e sim os efeitos da proibição do comércio do dispositivo nos EUA. O problema envolvendo o sistema operacional que o Mate X deve possuir também não foi solucionado ainda, uma vez que o Android do Google não está licenciado para aparelhos da marca e que a Huawei planeja lançar o seu próprio sistema.

Uma alternativa é o telefone ser comercializado com o sistema operacional móvel da Huawei, que vem sendo desenvolvido há anos. Um porta-voz da empresa disse à CNBC que prefere usar a plataforma do Google, mas acrescentou: “Se formos obrigados a fazer isso sozinhos, estamos prontos. Podemos fazer nos próximos seis a nove meses.

O Mate X, custa cerca de 2.299 euros (pouco mais de R$ 10 mil) e tem um único painel OLED de 8 polegadas, que se dobra em dois, além de 8 GB de RAM, três câmeras e o já citado suporte ao 5G.

publicidade

Via The Verge