Após dois anos de testes e desenvolvimento, o drone helicóptero Fire Scout, da Marinha dos Estados Unidos, está finalmente pronto para a ação. O exército norte-americano declarou que ele atingiu sua capacidade operacional inicial de que necessitava para entrar em serviço. O novo drone é capaz de ficar o dobro de tempo em voo, 12 horas na estação, e transportar cerca de três vezes mais carga útil. O drone também traz novos radares com campo de visão maior. As atualizações devem ajudar a Marinha americana a lidar com a grande variedade de missões que vão desde o reconhecimento direto de locais remotos até o apoio a unidades outras aéreas, terrestres e navais. Apesar do anúncio, o drone não deve ser visto em ação tão cedo. Ele não deve ser implantado em navios de combate litorâneos até 2021.

publicidade