Uma mulher solicitou uma corrida em um aplicativo de transporte em Salvador, Bahia, para levar seu filho ao médico. Porém, ela teve sua solicitação cancelada pelo motorista após ele alegar que ela “deveria ir andando para emagrecer”.

Em uma imagem publicada pelo site Bahia Informa, é possível ver que Joyce dos Santos mandou uma mensagem para o motorista pedindo uma satisfação sobre o motivo dele não ter parado o carro após ter visto os passageiros. A resposta veio na sequência, falando sobre o peso da passageira.

publicidade

Reprodução

A passageira respondeu ao motorista dizendo que iria prestar uma queixa diretamente para o aplicativo, mas ele pareceu não se importar. A imagem causou revolta nas redes sociais. Diversas pessoas, anônimas e famosas, passaram a cobrar a 99 por uma resposta do ocorrido.

O Olhar Digital entrou em contato com a assessoria da empresa que informou que o motorista já foi bloqueado da plataforma e está disponível para colaborar com a investigação policial. Ao serem questionados sobre o que eles fariam com a vítima do caso, eles informaram que uma equipe especializada está tentando contato com Joyce para prestar apoio e acolhimento.

A 99 ainda reiterou que investe continuamente para prevenir esse tipo de situação, promovendo rodas de conversa periódicas com os motoristas parceiros para orientar sobre a postura respeitosa e gentil que eles devem adotar.

Além disso, eles informaram que encorajam passageiros e motoristas que tenham sofrido algum tipo de discriminação, a informar imediatamente para a empresa por meio do aplicativo ou do telefone 0800-888-8999.

Via: Bahia Informa