EnglishPortugueseSpanish

O ex-treinador de LoL Gabriel “Halier” Garcia foi proibido de atuar em torneios oficiais da Riot depois de fazer apologia ao nazismo no Twitter. Em uma discussão sobre a redução de impostos nos jogos, proposta por Bolsonaro, Halier publicou uma thread com frases como: “por causa do NAZISMO nós temos tecnologia espacial e uma medicina avançada em transplante” e “Se você é contra o nazismo, não voe de avião”.

Reprodução

publicidade

A Riot Games, após ver os tuítes, comunicou as equipes que Hailer seria punido por suas declarações. Os tuítes citados já foram excluídos da conta do ex-treinador, mas depois de receber diversas críticas, ele disse que a frase que postou foi tirada de contexto. Hailer também publicou um vídeo retratando-se. 

O ex-treinador de 29 anos já passou por muitas equipes importantes, mas, atualmente, estava sem time.  Após o banimento, a Riot deu um posicionamento sobre o ocorrido.

“A Riot Games se reserva o direito de agir preventivamente, já que o referido profissional, se estivesse inscrito em algum campeonato oficial, seria afastado de acordo com o regulamento e normas de conduta. Diante disso, foi enviado às organizações envolvidas no competitivo de League of Legends a orientação de que Halier não poderá ser inscrito por nenhum time nas competições da Riot até segunda ordem”. 

Via: Twitter